36 Ideias Para Trabalhar Por Conta Própria Com Pouco Investimento em casa em 2017 no Brasil – Brasileiros Que Conseguiram Driblar a Crise

Gostaria de ideias para trabalhar por conta própria com pouco dinheiro para investir o que devo fazer?

Neste artigo você está prestes a descobrir um modelo de negócio pouco conhecido pelos brasileiros (pelo menos a maioria dos brasileiros) ainda não conhece…

mas os poucos que descobriram já estão aproveitando a onda para trabalhar em casa sem precisar de ter que levantar cedo, pegar trânsito e sem precisar ter que aguentar aborrecimento de chefe no pé o dia todo…

O modelo de negócio que estou falando tem ajudado pessoas humildes e simples, a conseguirem ter uma renda maior do que muitos empregos bem disputados nas capitais do país, e com essa crise, está todo mundo em busca de uma renda extra:

Já que não está nada seguro depender daquele emprego que a qualquer momento… pode surpreender (chefe mandar embora) por causa da maldita crise do País.

  • Crise
  • Cortar custos
  • Mandar muitos funcionários embora
  • Desempregados que não conseguem vaga para outro emprego
  • Vagas cada vez mais disputadas
  • Salários cada vez mais medíocres
  • Contas chegando e dor de cabeça para arrumar dinheiro sabe Deus á onde para o nome não ir para o SPC.

Vou falar desse modelo que tem ajudado muitas famílias a sair desse aterrorizante sufoco, logo após essa rápida lista de ideias então fique ligado. Vamos a nossa lista de ideias de áreas para começar a trabalhar como autônomo em 2017:

  1. Montar um negócio online
  2. Abrir uma lanchonete
  3. Abra um restaurante
  4. Abrir uma serralheria
  5. Começar a vender
  6. Se tornar um artista
  7. Ser um Designer gráfico
  8. Ser um Autor e escritor
  9. Seja um Consultor
  10. Decorador de festas
  11. Babá / Escolinha infantil
  12. Editor/revisor de textos
  13. Coordenador de eventos
  14. Cabeleireira/ esteticista/ manicure
  15. Ser um Fotografo
  16. Costureira
  17. Cuidar de idosos
  18. Decoradora de bolos
  19. Fabricação de comida congelada
  20. Fabricante de geleias ou pimentas em conserva
  21. Dog walker (passeador de cães)
  22. Confecção de velas, sabonetes e produtos aromáticos
  23. Consultor para noivas
  24. Nutricionista
  25. Redator de conteúdo (sites e redes sociais)
  26. Designer de joias/bijoux
  27. Blogueiro
  28. Agente de artistas
  29. Secretária remota
  30. Serviços de clipping
  31. Agente de viagens
  32. Ser um Afiliado
  33. Ser um Produtor de produtos digitais
  34. Ser um youtuber
  35. Trabalhar de motoboy
  36. Trabalhar de eletricista
  37. Seja um Freelancer

Vamos conhecer o modelo que tem ajudado muitas pessoas a saírem da crise e a empreender no conforto de suas casas sem precisar de vender nenhum tipo de produto físico, você já vai entender vendo o vídeo de apresentação abaixo:

índice do artigo:

Índice do conteúdo

1. Montar Um Negócio Online – Como usar a internet para empreender e trabalhar a partir de casa – Estudo de casos de pessoas que estão tendo sucesso 


VÍDEO AULA: Descubra O Passo A Passo ÚNICO Usado Para Montar Negócios Online 100% Do Zero e Totalmente Honesto… 

“e como você pode copiar exatamente o que eu fiz, mesmo que seja totalmente iniciante”…

Clique Aqui Para Se Inscrever No Fórmula Negócio Online


Depoimentos

Abaixo contém alguns dos mais de 500 depoimentos de alunos dando a sua opinião sobre o curso formula negócio online e em seguida prints com resultados que muitos alunos tem conseguido aplicando os ensinamentos do Alex Vargas.

1.Dani Edson


2. Karyne Otto


3. Kerlia Souza


4.Weslei Pereira


Alunos Tendo Resultados Impressionantes Aplicando O Que é Ensinado:

Esse é “Sem Dúvidas” o Método que gera Resultados mais Rápidos que poderia ser…

…recebo as imagens abaixo diariamente, o próximo pode ser você… O que está esperando?


Olha Gilberto como está indo no curso:


Alice que comemora junto com os membros os seus resultados que estão crescendo a cada mês:


Alexandre que até diz que não trabalha mais domingo porque hoje consegue com o seu trabalho online ter muito mais flexibilidade, liberdade e qualidade de vida.

Pois está ganhando bem para fazer algo que ama , e é com muita alegria que compartilha com os membros os seus ganhos aplicando as estratégias do curso formula negócio online. Se você quer fazer parte da próxima turma desse ano então não perca tempo clique aqui para pedir o seu acesso.


Denise com muito alegria corre até a comunidade (grupo fechado para os membros) do curso para compartilhar o registro da sua primeira venda feita através da internet usando o homart.


Mateus que cresce a cada dia dentro da comunidade do FNO e muito feliz mostra o que tem conseguido nos últimos dias estudando o treinamento:





Clique Aqui Para Se Inscrever No Fórmula Negócio Online








 100% de Satisfação entre os Alunos… o que estão dizendo do Alex na área de membros:







O Curso Possui Garantia?

Sim, o Curso Formula Negócio Online possui a garantia de 30 dias, ou seja, após você efetuar a compra e acessar ao treinamento online (acesso a área de membros dos alunos) você terá o prazo de 30 dias para avaliar se esse curso é pra você.

Assim assumimos todo o risco para que você possa livremente conhecer o nosso portal e caso não gostar de alguma coisa você poderá nos solicitar o reembolso do seu dinheiro dentro desse prazo de 30 dias que devolvemos tudo pra você.

A plataforma utilizada para intermediar a compra é o hotmart portanto a sua compra fica assegurada durante esses 30 dias. A decisão agora é sua se deseja solicitar o seu acesso ao portal de treinamento para empreendedores digitais clique aqui agora.


Clique Aqui Para Se Inscrever No Fórmula Negócio Online


Como Trabalhar por conta própria com pouco investimento – Trabalho autônomo

O que você prefere:

Trabalhar por conta própria com pouco investimento e ganhar menos ou trabalhar fora ganhando mais e aguentar chefe?

Essa é um boa pergunta. Eu mesmo também odeio trabalhar fora de casa, até porque o trânsito aqui no Brasil não ajuda muito.

Estava alguns dias atrás estava indo para São Bernado do Campo (SP) onde fica o meu trabalho, e em plena 6:00 da manhã a estação do metrô já estava lotada. Voltando para casa decido ir de ônibus e decepção, apertado igual sardinha no vuco-vuco de tantas gente.

Não falo isso para criticar o transporte público, mas sim para mostrar que realmente ter o próprio negócio vale apena. Apesar de ser trabalhoso, e no começo de qualquer negócio honesto tem as dificuldades. Mas se empenharmos conseguimos bater as nossas metas e viver com o nosso negócio sem precisar ir trabalhar para os outros.

Muito bem, com essa introdução você já percebeu que o assunto de hoje está bombando em! Vamos falar sobre o que todo mundo gosta, de dinheiro.

Quem não quer mais dinheiro no bolso? Todo mundo, não é verdade?

Pois bem, antes de entrarmos no assunto vamos conhecer melhor do que se trata ser um autônomo.

O que você verá neste artigo:

  • O que é ser autônomo?
  • Trabalhar por conta própria vale a pena ?
  • O que fazer para ser um empreendedor?
  • Qual a melhor área (ramo) para começar?
  • Quais as vantagens e desvantagens?
  • Formas de começar mesmo não tendo dinheiro
  • Ideias criativas para trabalhar por conta própria

Estava falando com um amigo que não via a muito tempo e ele acabou me fazendo várias perguntas que achei interessante falar aqui. Ele estava querendo saber de ideias para ele trabalhar por conta própria de preferência em casa.

Ele recentemente foi mandado embora da empresa que trabalhava. Motivos? A empresa teve que cortar custos devido as vendas ter caído, logo o pobre coitado foi para o olho da rua como se dizia o povo de antigamente.

Então ele estava pensando em quem sabe empreender em casa com algum tipo de negócio e queria alguns sugestões.

E foi aí que parei assim e comecei a pensar em todas as formas que conheço para ganhar mais dinheiro. Bom, fui falando pra ele sobre o meu modelo de negócio para ver se ele entendia pelo menos um pouco do que eu estava falando.

O nome dele é Lucas.

Então Lucas, cara eu trabalho hoje com blogs.

Ele: Como assim com blogs Adiones?

Bom já faz um tempo que venho estudando estratégias para empreender através da internet, no começo cai em muitos sistemas fraudulento que fez perder muito do meu tempo. Sistemas de pirâmides, ptc, ajuda mútua e muitas outras.

Mas após pesquisar muito acabei descobrindo formas para trabalhar por conta própria em casa usando o meu computador conectado a internet. Parece ser bom demais para ser verdade né?

Ele: sim, cara isso é loucura. Mas vem cá como que você descobriu que isso de ganhar dinheiro na internet era realmente possível.

Eu: Velho esse era o problema porque eu ainda estava em fase de testes, após muito navegar na web acabei descobrindo pessoas (blogueiros) que estava ganhando mais de R$5.000,00 por mês trabalhando exclusivamente na internet, sem precisar depender de chefes enchendo o saco, pois eles eram os donos do próprio negócio.

Então os meus olhos começaram a brilhar cara! E não era para menos, ver aquelas pessoas ganhando tanto dinheiro usando a internet parecia bom demais. Era um sonho louco.

E foi nessa energia e empolgação que comecei a estudar. Fiquei meses, semanas e madrugadas acordado lendo tudo que era de artigo e vídeo sobre marketing e vendas online.

E nesses estudos acabei comprando alguns cursos e participando de algumas plataformas na tentativa de ter os meus primeiros resultados, sempre naquela expectativa de realizar o sonho, naquela ideia para trabalhar por conta própria. Mas as coisas estava parecendo ser melhor do que simplesmente ter um trabalho em casa.

Era modelos de negócios que eram possível criar através da internet o que significava muito mais liberdade geográfica e flexibilidade para trabalhar de onde eu quisesse, desde que tivesse um computador com uma boa internet.

Ele: Mas e aí? O que aconteceu depois disso, você conseguir ganhar alguma coisa?

Eu: Calma que já chego lá, então vendo todas essas possibilidade de renda online, continuei com foco nos estudos e comecei aplicar muitas coisas que aprendia.

Vias dias e semanas, mas não vejo frutos ainda. E depois passa-se meses e nada de fazer venda. Estava começando a duvidar que era mesmo possível.Mas como seguia muitos profissionais da área que sempre contava dos seus grandes resultados em seus negócios, eu me animava de novo.

Mas mesmo tentando de várias formas…

Eu ainda não tinha a maturidade o suficiente para realmente fazer as coisas andar e o negócio finalmente me desse algum lucro, estava dando era só prejuízo até aquele momento.

Ele: E como você encontrou tanta motivação para continuar tentando mesmo ainda não tendo resultado algum que esse tipo de trabalho em casa? Porque pelo jeito as coisas não estavam fáceis né?

Eu: Realmente não, estudava demais mas nada saia do papel. E hoje acredito que um dos principais problemas que me atrapalhou a ter resultados mais rápido com o meu negócio online foi a falta de implementação.

Ele: Como assim?

Bem, eu estudava demais, mas quase não tomava ação no sentido de fazer as coisas acontecerem, e só após acordar e ver esse erro, que as coisas começaram a mudar.

Então esse é um conselho que até posso te dar, se você for entrar nesse negócio de trabalhar pela internet, tome bastante cuidado para tão cair nesse problema que pode fazer você fracassar.

É preciso agir velho, e foi agindo massivamente que comecei a notar os primeiros resultados no meu negócio digital.

Ele: Me conta, o que você fez para sair daquela situação onde nada dava certo pra você até a conseguir gerar os seus primeiros reais trabalhando na internet?

Eu: Boa pergunta, acho que foi não desistir primeiramente. Isso é muito importante, muitas vezes chegamos em certos momentos da nossa vida que tudo parece dar errado, bate aquela tristeza e aquele desânimo com tudo, mas se desistir você nunca chegará ao topo, aos resultado que algum dia você sonhou.

Então primeiro é isso, não desistir dos seus sonhos. Em segunda lugar, acho que é focar no seu trabalho e não deixar se distrair com os eventos ao seu redor, facebook, e whatsapp por exemplo pode te atrapalhar, essas redes são inimigas da produtividade, brincadeiras a parte…

O que quero dizer, é que se você quer chegar em um certo resultado faça o que tem que ser feito, jogue a procrastinação de lado e tome ação todos os dias em direção ao que você quer.

E uma coisa que vai mudar a sua vida se você fizer isso que vou te dizer…

Comece a partir de hoje a escrever em um caderno as suas metas. sabe porque isso é tão importante? Porque se você não sabe para onde quer ir, qualquer caminho servirá. O que significa que você pode está indo em direção a boca da onça sem saber do real perigo, como dizia o meu avô.

Então sabendo o que você quer da vida, onde quer chegar, do que você quer conquistar. Comece a andar, correr e a agir sem parar em direção ao seu sonho para que aconteça o que acontecer, que você possa alcançar os resultados que tanto almeja.

Ele: Legal cara, então estou em uma situação um pouco complicada agora, o emprego que achei ou que pelo menos acreditava que era seguro, desmoronou no minha frente, agora estou desempregado. Estou a procura de ideias para trabalhar por conta própria, porque depois da grande surpresa que tive, de achar que o meu emprego de carteira assinada era seguro…

E de repente ser mandado embora mesmo sendo um bom funcionário, se não o melhor do lugar. Me fez repensar no conceito de que existe algum trabalho seguro. Agora entendo um pouco o que o Flávio Augusto fala tanto a respeito da segurança ilusório do emprego e que isso não existe.

E empreender com alguma coisa é uma das melhores formas para começar a conquistar os meus sonhos.

Mas agora estou ainda um pouco perdido…

Sem saber em qual tipo de negócio começar para ganhar dinheiro e tirar o sustento para a minha família.

Eu: Entendo a sua indignação perfeitamente Lucas, porque eu também já passei por situações complicadas em relação a emprego e sei como é depender daquele salário no final do mês para dar o sustendo da família.

Bom pessoalmente conheço diversas formas para conseguir uma renda ou até iniciar o próprio negócio e trabalhar por conta própria em casa.

Perguntas Dos Leitores Sobre Trabalho Autônomo:

#Alguém sabe alguma coisa que posso fazer e ganhar dinheiro com isto?

#Quero trabalhar por conta própria, alguém tem algum dia boa de negócios para começar?

#Preciso de dicas para trabalhar como autônomo?Estou precisando de dicas para trabalhar em casa, gostaria de trabalhar para mim próprio.

#Alguém aqui sabe um trabalho autônomo que dê certo e dê dinheiro?Perdi meu emprego neste fim de ano e enquanto não começo arranjo emprego fixo tenho que trabalhar com algo por minha conta para pagar as minhas contas, colégio de criança.

#Trabalhar autônomo com o carro fiorino da pra ganhar dinheiro?Tenho vontade de comprar uma fiorino e fazer fretes será que é um bom negocio?

#Ai galera,por algum tempo eu já trabalho em casa,arrumando pc, formatando,vendendo jogo,musica,programas ETC…. Mas ai to querendo a começas a mexer com peças de computador,a maioria de distribuidores que eu tenho no meu msn, precisa de cnpj eu acho, precisa ter loja registrada. O que acha da ideia?

#Como faço para trabalhar de autônomo como corretor de imóveis ?Gostaria de saber se existe alguma possibilidade de trabalhar em casa sem precisar alugar uma sala e etc…Como funciona o sistema de trabalho de um autônomo?

#Gente estava pensando na possibilidade de começar a trabalhar em casa com alguma coisa porque já estou cansada de ser uma empregada e de sempre ficar trabalhando para os outros, mas será que trabalhar por conta própria é bom? Vale apena?

#Assistente social pode trabalhar por conta própria?

#Aposentado por invalidez pode trabalhar por conta própria?

#O biomédico pode trabalhar por conta própria?

#Contador pode trabalhar por conta própria?

#Engenheiro civil pode trabalhar por conta própria?

# Olá, estou abrindo o meu negócio próprio e gostaria de saber se preciso de ter alguma licença para trabalhar e quais são elas para eu fazer?

#Tenho 31 anos. Eu sempre quis ser autônomo, mas todas as minhas ideias de negócios falharam. Como posso acreditar em mim novamente e recuperar minha motivação?

#Eu odeio meu chefe, e com esta economia é difícil encontrar outro emprego. Alguém tem histórias de sucesso ou ideias para negócios on-line ou qualquer coisa que pode lhe dar algum dinheiro simplesmente trabalhando em casa?

#QUERO TRABALHAR POR CONTA PRÓPRIA como faço? , MAS NÃO SEI O Q MONTAR ? PESSOAL É O SEGUINTE EU TENHO 14 MIL REAIS GOSTARIA DE MONTAR ALGO , SEI LÁ UMA LOJA , UMA LANCHONETE, SEI LÁ , TENHO UM DINHEIRINHO PRA COMEÇAR , TENHO DISPOSIÇÃO PARA TRABALHAR , MAS NÃO TENHO IDEIA DO Q MONTAR , ALGUÉM AI ME AJUDE COM IDEIA?

O Que é ser um autônomo? E o que fazer para ser um?

Vivemos atualmente em uma sociedade que cada dia mais nos torna livres.

Os dias em que vivemos pedem independência, autonomia e responsabilidade para viver uma vida mais plena.

As pessoas têm buscado ter mais tempo para dedicar-se ao que amam, a família e não depender mais de um emprego com tantas limitações como os empregos de grandes corporações e demais empresas.

O emprego convencional tira a representatividade do indivíduo e cria um grupo que na maioria das vezes não é compatível com as pessoas que fazem parte deste conjunto, e a tendência com o tempo é que as empresas deixem de ter controle sob essa representatividade dessas pessoas e de suas funções.

Quando uma pessoa passa a trabalhar por conta própria, torna-se um autônomo.

Essa pessoa torna-se totalmente capaz de criar sua própria profissão e cria uma força exclusiva para sua potência. A autonomia torna a pessoa mais autêntica e permite que a mesma se expresse com sua própria arte e forma de trabalhar.

Assim, o trabalho se torna mais livre, e a pessoa, responsável por sua própria felicidade e sucesso. Ou seja, o trabalho autônomo é feito sem qualquer vínculo empregatício.

Para se tornar autônomo basta um planejamento detalhado com um estudo do mercado que você deseja atuar, conhecer bem sua concorrência, estimar os custos com compra de mercadorias e despesas (transporte, alimentação e outras) e ter certeza de que possui capital suficiente para enfrentar os primeiros meses, que são os mais escassos.

  • Avalie o mercado: Com uma avaliação bem detalhada do mercado, o futuro empreendedor verá os produtos e serviços que podem trazer lucro e as empresas que obtêm bons resultados com eles. Uma análise das práticas das empresas que tem sucesso e como elas conseguem atender ás necessidades e expectativas de seus clientes. Tudo isso ajuda a criar um plano de ação já baseado em soluções bem-sucedidas para seu novo projeto.
  • Ter Capital: Novos empreendimentos demoram um certo tempo para começar a gerar lucro, por isso, antes de dar inicio a um negócio tenha capital suficiente para implantar e manter seu funcionamento. Assim você garante seu sustento durante esse período.
  • Criar um plano de negócios: Crie um plano de negócios realista, leve em consideração o tempo que será necessário para sua empresa decolar, inclua metas e objetivos ambos baseados em um estudo de mercado.

Trabalhar por conta própria vale a pena? Realmente compensa? Conheça as vantagens e as desvantagens.

Quando se trabalha como autônomo…

Você é seu próprio patrão, decide seus rumos na carreira sozinho (a), usufrui integralmente dos lucros de seu próprio trabalho e imprime sua marca pessoal em todos os projetos realizados.

Profissionais que possuam uma visão empreendedora e o desejo de crescimento encontram na autonomia uma excelente oportunidade, mesmo que exija coragem e preparo, esse é um grande passo que garante bons resultados em termos de realização pessoal e estabilidade financeira.

No Brasil, o trabalho autônomo vale a pena para aqueles que têm conhecimento de algum tipo de atividade e sabe que é totalmente capaz de dominá-la sozinho, principalmente quando envolver a operação do negócio que será atuado e se não existe uma concorrência já estabelecida onde pretenderá se estabelecer.

Ao abrir uma empresa como autônomo, deve-se respeitar os princípios semelhantes da abertura de qualquer tipo de negócio.

O empresário autônomo, como dito anteriormente, deverá ter seu plano de negócios, ou seja, um verdadeiro guia que possui uma análise do mercado (clientes, fornecedores e concorrentes), conhecimento da estrutura necessária para levar o negócio em frente e a expectativa de retorno financeiro da futura operação.

Feito isso, basta uma busca sobre a forma que deverá se levantar o capital adequado para a operação, sendo através de recursos próprios, empréstimos de instituições financeiras ou de outras formas de investimento.

Vantagens:

  • Não ter chefe: Um trabalhador autônomo não possui chefe, mas isso também não significa que ter um chefe seja ruim, mas sim que você tem mais autonomia para gerir seu próprio negócio, o que muitos desejam. Quando se tem autonomia se tem liberdade, sem precisar cumprir horários pré estabelecidos, não haver dias fixos de trabalho e trabalhar onde quiser, dependendo da escolha do tipo de trabalho.
  • Escolher seus clientes: Um autônomo tem a liberdade de recusar determinados trabalhos, possui controle sob o tipo de cliente para quem irá trabalhar, a qualidade do serviço que será prestado e os processos de seus negócios.
  • Escolher as horas de trabalho: O trabalho autônomo também permite que suas horas de trabalho sejam escolhidas e quanto será recebido pelas horas que foram trabalhadas.

Desvantagens:

  • Disciplina: A flexibilidade de horários exige muita disciplina do trabalhador autônomo, para que todos os compromissos de trabalho sejam cumpridos. Além também da instabilidade financeira que costuma ser uma constante na vida dos que trabalham autonomamente. Acontece muito de um mês ser lucrativo e o outro nem tanto.
  • Melhor planejamento financeiro: Uma excelente estratégia para uma estabilidade financeira garantida é abrir uma previdência privada ou um programa de capitalização. Guardar dinheiro e ter um planejamento financeiro é extremamente importante para atingir suas metas e possuir uma situação econômica estável.
  • Generalização: A autonomia acaba exigindo que o autônomo acumule e exerça funções básicas sozinho, o que acaba sendo desgastante. O autônomo é seu próprio funcionário, gestor, advogado, seu próprio departamento financeiro e o que mais for necessário ser. Não precisa ser especialista em todos os assuntos, mas ás vezes será necessário recorrer a profissionais especializados, e um pouco de noção geral para conseguir lidar com todos os aspectos do dia a dia.
  • Sem direitos trabalhistas: Uma das principais desvantagens é a falta dos direitos trabalhistas. Trabalhadores autônomos não tem direito a: aviso prévio; pagamento de hora extra; garantia de férias e 13º; repouso semanal remunerado, sendo 1 folga por semana; pagamento salarial garantido; desconto no vale transporte; licença maternidade; folga em caso de casamento, alistamento ou morte de parente e seguro desemprego.

Qual a melhor área para começar o trabalho autônomo?

E quais as melhores maneiras de trabalhar por conta própria? E como começar mesmo sem ter dinheiro?

Nenhuma ideia ou oportunidade cai do céu.

Você precisa estar atento a tudo o que acontece a sua volta e encontrará dicas importantes de um bom trabalho autônomo, apenas observando a sociedade.

Muitos buscam uma maneira de trabalhar individualmente, mas não observam o que há de bom no meio e o que pode ser investido.

Para conquistar o que tanto deseja, analise possibilidades do que você pode fazer para trabalhar individualmente, sem se envolver tanto com o trabalho.

Você pode começar firmando uma parceria por exemplo, com algum grupo de pessoas, comprar produtos diretamente da internet e revendê-los.

Procure avaliar as necessidades das pessoas em sua cidade e procure dicas de trabalho autônomo que se encaixem perfeitamente no perfil do que você tanto deseja.

Claro que essas idéias não virão tão rapidamente, e algumas dificuldades na hora de gerá-las pode surgir, então criamos uma lista com algumas dicas de trabalho autônomo que você poderá usar para iniciar.

Caso domine alguma área das citadas abaixo, seu início com o trabalho autônomo será mais rápido e ainda mais lucrativo. Confira:

  • Manutenção de computadores: Uma excelente opção para os que dominam o ramo da informática. Pode-se faturar um bom dinheiro trabalhando como autônomo na manutenção de computadores das pessoas da sua cidade;
  • Comprar máquinas para trabalhar: Uma dica também excelente é poder comprar pequenas máquinas para trabalhar e criar seus próprios produtos em casa seja para vender ou para repassar para outras pessoas venderem. Com o tempo você poderá até montar sua própria rede de vendas lucrando muito por conta própria;
  • Manicure: Para as mulheres uma das opções mais comuns e que costuma gerar bons resultados é o trabalho como manicure. Você monta seu próprio salão de trabalho e também tem a oportunidade de atender á domicílio e faturar muito mais;
  • Revender roupas importadas: Cada dia que passa tem crescido o mercado de importação de produtos, o que torna ainda mais fácil comprar roupas de marcas famosas por preços baixíssimos e revender no Brasil obtendo lucros extremamente altos;
  • Fotografia: Da fotografia podem surgir muitas dicas de trabalho autônomo, muitas pessoas se interessam por essa área e é uma opção bastante requisitada no mercado;
  • Barraca de pastéis: Para os que desejam vender seus próprios produtos pelas ruas, nesta opção basta encontrar um local apropriado e montar uma barraquinha de pastéis para vender. Vender pastéis é bastante rentável caso o local de trabalho seja de bastante acesso e os produtos de boa qualidade para venda;
  • Trabalhar em casa digitando: A internet trouxe vários novos meios de trabalho, e você também pode ingressar nesse meio e trabalhar em casa simplesmente digitando para empresas, grandes sites ou até mesmo montar seu próprio espaço na internet para trabalhar;
  • Doces para festas: Trabalhar com encomendas pode ser uma das melhores dicas para trabalho autônomo para você fazer. Quando se consegue firmar no ramo os resultados são rápidos, e fabricar doces é uma das formas mais interessantes de se trabalhar;
  • Perfumes importados: Assim como as roupas, os perfumes importados também tem ganhado o mercado brasileiro e acabam sendo excelentes opções de trabalho para os que desejam revender de forma individual;
  • Aulas particulares: Para os que dominam determinado assunto ou determinada área, dar aulas e vender esse conhecimento através de aulas particulares é uma excelente idéia e uma oportunidade incrível para trabalhar.

Todas as idéias citadas podem ser feitas por você, em sua cidade e até mesmo em sua casa.

Essas são apenas algumas das inúmeras opções disponíveis para os que buscam dicas para o trabalho autônomo.

Para conquistar o que realmente deseja o ideal é analisar tudo aquilo que mais gosta ou que sabe fazer com qualidade para investir e colocar em prática.

Ideias de áreas para começar a trabalhar como autônomo

Dentre várias vamos explorar um pouco mais sobre alguns áreas bastante promissoras e interessantes para se iniciar um negócio próprio.

1-Como montar uma lanchonete de sucesso

Uma lanchonete possui um modelo de negócio baseado em produtos de alta rotatividade, ou seja, seus produtos são vendidos todos os dias.

Quando se analisa o mercado brasileiro para montar uma lanchonete, é possível perceber uma grande demanda por este tipo de empreendimento no ramo de alimentação.

Isso acontece por conta da forte tendência de se alimentar fora de casa.

Hoje em dia, o brasileiro gasta em média 30% de seu salário comendo fora de casa, se comparado, é até mais do que se gasta com o próprio aluguel de casa.

O mercado de alimentação é muito grande e costuma movimentar mais de 11 bilhões de reais por mês, atendendo mais de 200 milhões de consumidores.

Sendo este um mercado em constante crescimento e com excelentes oportunidades para aqueles que desejam investir em um novo negócio.

Porém, por ser um mercado em constante crescimento, acaba sendo um mercado bastante concorrido também, e para conquistar destaque será preciso uma boa estratégia para conquistar os clientes fiéis.

Para isso, crie um bom planejamento, conheça seus clientes e analise bem o mercado de alimentação antes de começar.

1.2 – Investimento inicial para Lanchonete

O investimento inicial irá variar de acordo com a estrutura que você pretende montar.

Leve em conta os itens e também a localização de seu estabelecimento, os equipamentos e utensílios necessários que precisarão ser adquiridos, o cardápio que será oferecido e o porte de sua lanchonete.

O custo médio estimado de uma pequena lanchonete é de cerca de R$ 40 mil, porém, tenha em mente que o retorno é rápido.

A venda de lanches geralmente é realizada á vista e não há necessidade de estocagem de muitos produtos para uma venda posterior, ou seja, a movimentação de capital é alta.

Uma característica forte do ramo de alimentação.

Caso o dinheiro seja um problema, existem muitas opções de financiamento disponíveis para pequenos e médios empreendedores, com taxas de juros abaixo do encontrado no mercado.

Essas opções são disponibilizadas por programas de incentivo como o BNDES e também por alguns bancos, que ajudam esses novos empreendedores por ver neles um grande potencial.

Essas taxas podem ser consultadas através do site do Banco Central, e é possível melhorá-las com negociações e apresentação do projeto da lanchonete.

1.3 – Dicas para montar sua lanchonete

  1. Anote todos os custos:

Antes de abrir sua lanchonete anote todos os custos que você terá para adquirir os utensílios e equipamentos, alugar ou comprar o local, a contratação de funcionários e o estoque.

Essas anotações te ajudarão a montar um controle logo de início, montando uma noção muito melhor de sua operação.

  1. Cardápio:

Se você resolver colocar muitos produtos, alguns não terão qualidade. Ao montar sua lanchonete, de início, não crie um cardápio enorme, que exija que você tenha um estoque grande e caro com itens que nem sempre são consumidos.

  1. Fornecedores

Seus fornecedores estão diretamente ligados á satisfação do seu cliente. Afinal, a disponibilidade e a qualidade de seus produtos finais dependerão de sua matéria-prima.

É muito importante ter fornecedores de confiança que sempre estarão dispostos a te atender em casos de urgência e que entreguem produtos com o padrão de qualidade necessário para sua lanchonete.

  1. Clientes

Conhecer seus clientes antes de abrir seu negócio é extremamente importante.

É com base em informações como faixa etária, poder aquisitivo e estilo de vida que você definirá sua localização e preço médio dos produtos que serão vendidos na lanchonete, e assim, será possível entender melhor os hábitos de alimentação de seus clientes também.

Em uma lanchonete, geralmente, os clientes estão nos arredores e para defini-los levante todo tipo de informação possível.

Informações como:

Se são estudantes, recém-formados ou adultos com filhos, se residem ou trabalham por perto do seu futuro estabelecimento e etc.

Quando as informações estiverem em mãos as coisas se tornarão muito mais fáceis.

  1. Fachada

Uma boa fachada, bonita e bem-feita trás excelentes resultados.

Você até pode reparar que muitos negócios, até mesmo franquias investem muito nisso.

Uma boa fachada transmite profissionalismo, boa higiene e gera a curiosidade, consolidando sua posição no mercado.

Compare a fachada como ganhar um presente embalado e um presente sem embalagem, completamente solto. A embalagem claro, trás outra impressão, ou seja, a embalagem é a fachada de seu negócio.

Mesmo que você não ligue ou entenda muito de presentes é importante lembrar que a embalagem, no caso a fachada, causa um efeito visual muito forte.

A fachada que irá gerar curiosidade e atrair as pessoas para conhecer sua lanchonete. Caso o orçamento esteja apertado para este investimento crie outras alternativas, mas não deixe de criar um visual atrativo para o seu negócio.

1.4-Erros que não devem ser cometidos ao montar uma lanchonete

  1. Higiene

Os clientes reparam na limpeza do ambiente, da cozinha, dos pratos e principalmente da comida que estão comendo. Basta um erro na higiene para que você perca aquele cliente de uma vez por todas. Quando se trata de alimentação, todo cuidado é pouco.

Siga todas as normas da ANVISA, e faça o máximo para que seu estabelecimento esteja sempre limpo e impecável.

  1. Planejamento

É bastante comum que as pessoas comecem sua lanchonete sem qualquer planejamento, o que é um grande erro para aqueles que desejam conquistar o sucesso.

É possível ter uma lanchonete de sucesso sem criar qualquer tipo de planejamento, porém é um risco. O risco maior é não obter retorno, além de um alto prejuízo por conta de uma administração sem conhecimento a respeito do funcionamento e de onde as coisas deveriam estar.

Faça um planejamento bem estruturado e então suas chances de sucesso serão altíssimas.

  1. Funcionários despreparados

Proprietários de lanchonetes acham que basta simplesmente contratar alguém para a cozinha e colocar qualquer um para atender os clientes, e o resto virá sozinho.

Porém, é assim que se perdem muitos clientes.

Os clientes hoje em dia são muito exigentes, e costumam priorizar os locais onde o atendimento é melhor, e mesmo que seu funcionário seja bastante esforçado, ele precisará de orientações para realizar um bom trabalho em sua lanchonete.

Ou seja, um funcionário precisa ser treinado para melhor atender seus clientes, assim como ter um funcionário que saiba preparar os pratos corretamente, são diferenciais importantíssimos que darão uma grande vantagem para sua lanchonete frente ás demais.

Treine seus funcionários para que eles atendam corretamente de uma forma ágil e educada, para que seus clientes se lembrem deste bom atendimento e sempre retornem satisfeitos.

  1. Vender fiado

Muitos ao abrir uma lanchonete resolvem anotar e deixar para o cliente pagar depois, colocando o estabelecimento no prejuízo.

Não há porque trabalhar dessa forma.

Logo que começar seu negócio, adquira uma máquina que aceite cartões com diversas bandeiras e guarde moedas e notas de menor valor para garantir sempre ter o troco para o cliente.

Vimos que, montar uma lanchonete é um excelente negócio se montado e administrado de forma correta.

Quando se tem um bom planejamento e se cuida de todos os detalhes, as chances de seu estabelecimento ser bem-sucedido são enormes.

Mesmo que o ramo das lanchonetes seja um mercado concorrido, ainda há espaço para novos empreendedores que desejam trabalhar no ramo alimentício.

2 – Como abrir um restaurante

Com a correria cotidiana um empreendimento que tem ganhado cada vez mais espaço no mercado são os restaurantes.

A comida pode ser vendida por Self Service, onde o cliente escolhe a quantidade que será colocada no prato ou pelas quentinhas, que á uma quantidade estabelecida de alimento.

Um restaurante acaba sendo a melhor opção para aqueles que trabalham longe de casa e não tem condições de ir até lá para comer.

Não só a distância, mais o trânsito e o tempo também acabam atrapalhando.

A solução para essas pessoas acaba sendo uma excelente oportunidade de investimento: um restaurante.

Para dar inicio ao empreendimento é importante ter uma grande variedade e proporcionar um preço justo a seus clientes.

2.1 – Dicas de sucesso para montar seu restaurante

  1. Planejamento inicial

Como em qualquer outro tipo de investimento, montar um restaurante exige muito esforço e dedicação, no entanto, diferente de outros empreendimentos, um restaurante requer mais afeição que o normal, o que pode ser visto em pequenos fatores.

  • Escolha do local: você já deve ter reparado que sempre onde há um restaurante, existe outro por perto? Enfim, ambos estão em busca da mesma clientela, por isso é necessário estar sempre atento para o local que se irá montar o restaurante. Escolhendo um bom local automaticamente se estará escolhendo o público alvo.
  • Público Alvo: Os tipos de comida servidos as diversas faixas etárias, ou seja, um idoso tem uma alimentação completamente diferente da alimentação de um adolescente. Isso precisa estar em pauta na hora de escolher o cardápio do restaurante.
  • Localização: Abrir um restaurante ao lado de uma escola com 3000 alunos implica na escolha de um imóvel que tenha capacidade de no mínimo 50 pessoas que sejam acomodadas confortavelmente. É óbvio que não se encontrará um espaço economicamente viável de se adquiri a fim de comportar um número maior que 1000 pessoas, porém é preferível atentar para a questão do tamanho do local a ter de abrigar seus clientes de uma maneira desconfortável. No aspecto de tamanho do imóvel também está inserida a questão de número de funcionários.

Caso você não possua experiência suficiente para um empreendimento deste modelo, talvez seja uma boa idéia contar com uma empresa de consultoria. O auxilio de empresas deste segmento e com bastante conhecimento é o ideal para evitar que se criem situações onde se pode acabar perdendo dinheiro. Leve em consideração o público que deverá ser atingindo e o imóvel onde o restaurante será instalado, esteja atento também para o tipo de restaurante que você estará investindo.

 

  1. Tipos de restaurantes

  • Self Service

Restaurantes Self Service são os que mais possuem destaque, revelando muito mais que uma tendência passageira.

É um modelo que passa por constante aprimoramento, proporcionando praticidade e facilitando na escolha da refeição feita por seus clientes.

Afinal, assim eles terão ideia de quanto irão gastar tendo em vista que o peso por quilo deverá estar exposto nos anúncios dentro e fora do estabelecimento.

O Self Service proporciona uma facilidade na hora de colocar a comida, este tipo de estabelecimento é alvo para as pessoas que trabalham em lojas, pois seu horário de almoço é bastante limitado.

Essas pessoas não podem perder tempo em filas na hora de comer.

Além da alimentação, um restaurante pode ter em seus serviços alguns benefícios, como por exemplo, um espaço de descanso para o cliente de pelo menos 15 minutos.

O ambiente pode não ser apenas voltado para funcionários das empresas locais, mas também para as famílias desses funcionários. Pois, um bom serviço será sempre o referencial para que essas pessoas tragam seus parentes, amigos, em dias de folga ou finais de semana.

Qual o diferencial de um Self Service?

Restaurantes Self Service estão em fácil e rápido crescimento, e o que mais atrai clientes para este ramo são os famosos pacotes promocionais, pois, quando se busca este tipo de restaurante não se está em busca de alimentos refinados ou atendimento proporcionado por garçons (o que encarece o serviço).

O que realmente os clientes buscam é: comida de qualidade e quantidade.

Ao oferecer um pacote onde a bebida estiver inclusa, cria-se um diferencial exclusivo para o seu restaurante.

Com esse tipo de pacote oferecido, seu Self Service será então bastante movimentado se você souber oferecer um cardápio sortido, um ambiente confortável sem exageros, pois seus clientes sabem exatamente que está pagando mais caro apenas por ter uma cadeira acolchoada.

A forma que o cardápio é apresentado também atrai muito o cliente.

Outro fator importante é incluir televisões espalhadas pelo ambiente e claro, o Wi-Fi, que tem sido um enorme atrativo em determinados restaurantes.

  • Tradicional ou á La Carte

Tem também aquele tipo de restaurante que o cliente chega e espera o atendimento, essa mesma mesa pode ter sido reservada ou não. Neste tipo de atendimento o garçom é responsável por servir o cliente.

Este tipo de negócio exige um pouco mais de sofisticação do que um restaurante Self Service, pois, não só a comida torna-se um diferencial como também a originalidade que deverá ser uma característica da administradora todo tempo, desde a maneira que seus funcionários estarão vestidos até mesmo ás cores dos pratos.

É preciso um trabalho mais efetivo com a apresentação dos funcionários com seus clientes, sendo que o atendimento é um dos maiores causadores da falta de sucesso em determinados estabelecimentos.

Quanto mais sofisticado for seu restaurante, maior será o grau de exigência. O serviço de atendimento é parte do prato pelo qual seus clientes estão pagando.

  • Restaurante Étinico

Um investimento tão arriscado quanto montar um restaurante é o de servir comidas típicas de determinado país. O local de seu restaurante precisará de um estudo mais profundo que o de qualquer outro aqui citado.

As comidas mais consumidas pelos brasileiros de outros países são:

Francesa, italiana e japonesa.

As demais nacionalidades também possuem seu espaço, porém com um tanto de dificuldades de crescimento no mercado.

  1. Franquias

Um restaurante montado á partir de uma franquia é muito vantajoso, pois, quando se entra em contato com este tipo de restaurante, automaticamente você já estará entrando em um mercado com um nome respeitado.

O treinamento pessoal é outro ponto positivo para se adquirir uma franquia. As demais vantagens são:

  • Arquitetura do local: A arquitetura já vem pronta. Restaurantes em forma de franquia é que se estiver escolhendo uma franquia do sul do país, quando criada em sua cidade tem-se a mesma sensação de estar adentrando em um restaurante original do local.
  • Marketing: As campanhas de marketing são compartilhadas para cada franqueado, ou seja, quando se opta por uma franquia para montar um restaurante só é necessário o capital para a aquisição da marca.
  1. Os Passos para qualquer tipo de restaurante

  • Perímetro: Esteja atento ao seu público alvo e aos empreendimentos com foco similar ao seu. Isso te auxiliará na hora de montar seu restaurante.
  • Recursos Humanos: Além da comida que deverá estar adequada ao tipo de público-alvo, o serviço de atendimento também precisará estar adequado a forma com que se irá interagir com os clientes.

Não apenas quem irá lidar diretamente com o público mais também quem irá trabalhar na cozinha e nos demais setores.

  • Fornecimento: é completamente normal passar por problemas de fornecimento de material logo de inicio, por isso, recomenda-se uma pesquisa minuciosa em busca dos melhores fornecedores, prazo e qualidade.

Também é preciso analisar a qualidade de contato, alguns fornecedores costumam disponibilizar diversos contatos e quando se precisa, nenhum deles funciona.

É bom ter uma agenda com os contatos dos fornecedores que não exijam grandes prazos para entrega de sua encomenda, afinal, nunca se sabe quando irá faltar itens em seu estoque.

  • Estrutura: Escolher os equipamentos certos é um passo importantíssimo para montar seu restaurante.

Leve em consideração que a apreciação do restaurante é tão importante quanto o sabor do alimento que ali é vendido. Os clientes não irão gostar de estar em um local onde as cadeiras sejam frágeis e possam facilmente se quebrar ou que não possua guardanapos e demais itens.

Fogão, geladeira, liquidificador e demais produtos deverão ter seu devido valor anotado para enfim ser bem empregado na hora da compra destes itens essenciais.

  • Higiene: Vemos em muitos noticiários vários restaurantes sendo fechados devido ás péssimas condições de higiene na cozinha. Todo estabelecimento licenciado pode e receberá as visitas de fiscais da ANVISA.

A higiene do estabelecimento deve ser prioridade, desde a forma na qual os alimentos são armazenados como a forma que eles serão servidos.

Como visto, montar um restaurante requer investimento de dinheiro e muita dedicação para também se investir tempo e claro, um planejamento prévio.

3 – Montar uma Serralheria

Como o Brasil esta passando por um bom momento na construção civil…

Este é um bom momento para montar uma serralheria e lucrar muito com isso, pois juntamente ao crescimento das construtoras está o crescimento das empresas de materiais de construção.

Ou seja, montar uma serralheria é um excelente negócio para iniciar sua carreira de empreendedor. A serralheria é um negócio específico, além de dar a possibilidade de trabalhar com foco em micro mercados.

3.1-Clientes

Uma serralheria trabalha com produtos por encomenda, assim, você apenas fabricará determinado produto se houver uma demanda por ele. Seu mercado de consumidor será de pessoas físicas, que precisam de estruturas para residência e também empresas da construção civil que criam parcerias com seu serviço em construções que estejam trabalhando, contando com benefícios relacionados ao preço e formas de pagamento.

Busque por parcerias, crie um projeto e um portfólio com seus produtos e claro, um bom planejamento. Caso surjam dúvidas, é uma excelente idéia procurar por um serviço de consultoria.

3.2- Produtos

Montar uma serralheria é um excelente negócio, pois este tipo de trabalho proporciona um leque de opções em relação a seus produtos.

Você poderá construir janelas, portas de diversos tipos, grades, escadas, corrimãos, sacadas, esquadrias, basculantes, cadeados, fechaduras e guarnições, além também de diversas outras estruturas metálicas e diversos outros tipos de produtos.

Existem empresas que produzem também além do oferecido por uma serralheria, oferecendo uma diferenciação a seu público.

Esses produtos são luminárias, artigos de decoração e até mesmo móveis em ferro ou alumínio.

Outros objetos também são fabricados, conexões, joelhos, luvas e demais artefatos para encanamentos confeccionados que podem variar de acordo com a criatividade de cada serralheiro.

Cada produto diferente que for oferecido trás um diferencial ao seu negócio, mas, essa não é a fórmula de sucesso.

Por mais inovador que seja criar inúmeros produtos, ele só será vendido se for do agrado de seu cliente, se realmente este produto satisfizer a necessidade ou desejo deste cliente.

Não tente vender o que se produz, mas tente produzir o que realmente se possa vender.

3.3 – Produto Personalizado

O essencial antes de montar uma serralheria é definir seu público-alvo.

Para quem você pretende vender seus produtos?

Quando o público for definido, você estará criando produtos especialmente pensados e desenhados para aquele determinado cliente que você pretende atingir.

A escolha desse público determinará principalmente, o local onde sua serralheria estará, e também o tipo de pessoa, sendo física ou industrial, e claro, o perfil de seu cliente.

Caso você já possua um local, você então estará se preparando para vender para o público em potencial daquela determinada região, e se não possui o local, é uma boa hora para definir o tipo de público que será atendido.

Pense em todo tipo de público que seja capaz de comprar, mas lembre-se de ponderar as capacidades disponíveis que melhor lhe convém.

Quando o público estiver definido, você deverá conhecê-lo.Quanto mais souber sobre este público, melhor será para o seu negócio.

Conheça seus gostos mais comuns, tipo de design para produtos, forma de comprar, ou seja, o quanto este cliente está disposta a gastar em produtos de sua empresa.

E então, com tudo isso definido, o produto a ser desenvolvido deverá começar a ser planejado, ou seja, os equipamentos, fornecedores das peças, sua equipe de trabalho, processo de produção de cada artigo entre outros fatores que exigem um planejamento.

3.4 – Processo de Produção

O último ponto mais importante é a respeito dos produtos que serão vendidos em sua serralheria. Mesmo se você criar um produto que seja exatamente o que seu cliente precisa, com uma excelente aparência que combinará muito com a construção desse cliente, esse mesmo produto precisará ser útil e funcionar perfeitamente.

Caso esse produto quebre logo no começo de seu uso, o cliente acabará insatisfeito com seu trabalho, o que não é nada bom para um negócio.

Serão necessárias ferramentas em sua serralheria, caso você pretenda economizar, busque por equipamentos semi novos, mas, dê preferência para aqueles que estejam em um bom estado.

Ou seja, não economize na hora de comprar peças de qualidade, você também não precisa investir em materiais caros ou na contratação de uma equipe competente.

Se seu produto for direcionado para um determinado público que possua um alto poder aquisitivo, que possua um gosto moderno, seu investimento deverá ser bem planejado.

3.5 – Equipe

Sua equipe fixa deverá ser comporta por: gerente, serralheiros e atendentes. Você também precisará dos serviços de um escritório de advocacia ou um escritório de contabilidade, um marceneiro, um pintor e demais serviços necessários.

Como em qualquer negócio, é necessário conhecer muito bem seu processo de produção da empresa que será administrada. Na serralheria, o processo é o seguinte: medição, corte do material, montagem, acabamento, solda, pintura e instalação.

Busque por profissionais que estejam interessados em trabalhar e com pouca prática. Invista também em cursos de serralheria, e caso sejam de alto custo aproveite para participar e usar seu conhecimento para montar seu próprio curso para seus funcionários.

3.6 – Transporte

Quando realizar a etapa da instalação, será preciso um meio de transporte para que os artigos encomendados sejam entregues ao cliente. Neste ponto, você poderá usar seu próprio veículo ou até mesmo terceirizar o serviço com uma transportadora ou utilizar o transporte fornecido pelo cliente.

Seja qual for o escolhido, os produtos precisam ser transportados cuidadosamente para que não sejam danificados, assim chegam a seu destino final em perfeitas condições. Quando não se tem cuidado, o prejuízo não é apenas seu, é também de seu cliente, criando um incômodo.

3.7 – Atendimento ao Cliente

As serralherias sofrem com a alta competitividade por ser um negócio que não exige regularidade de trabalho, principalmente por depender de encomenda.

Por isso, não ofereça apenas o serviço necessário, esteja sempre além e conquiste seu cliente.

A boa qualidade do serviço oferecido ao cliente, os preços competitivos e a assessoria técnica são fatores que contribuem com a evolução da empresa.

Com um bom atendimento você cria um vínculo com esse cliente e conquista sua fidelidade, então, mantenha seu foco nisso.

Um atendimento rápido de excelente qualidade nas consultas dos clientes, além do cumprimento dos prazos de entrega são fatores fundamentais para o sucesso do negócio.

Todos esses fatores parecem bem simples, porém, muitas empresas perdem clientes durante o processo de produção por conta do desrespeito com os prazos que foram estipulados.

Um cliente satisfeito poderá fazer uma futura indicação de trabalho, e para atrair esses clientes, crie diversas formas de divulgação.

Pode ser através de espaços na internet que descrevam a empresa, local e claro, um telefone para contato o que é fundamental. Dependendo da quantidade de clientes e pedidos que você possui, também pode ser uma excelente opção montar um call Center.

Os que não encontram esse tipo de serviço através de indicações acabam encontrando através de buscas pela internet.

Por isso crie um site, mesmo que simples e disponibilize nele seu catálogo de produtos.

Ofereça uma idéia do que você produz mesmo que o cliente possa fazer mudanças para o que desejar.

3.8 – Local de trabalho

Um detalhe que realmente faz a diferença durante o trabalho é a qualidade do local onde você irá trabalhar. O local não precisa ser luxuoso, cliente nenhum irá reparar nisso. O local apenas precisa ser bom e extremamente organizado para facilitar a produção e evitar acidentes. O espaço deverá ser suficiente para comportar o maquinário necessário sem ficar apertado, a área deve ser limpa e iluminada, onde essa iluminação pode até mesmo ser natural para evitar gastos de energia da empresa.

É imprescindível uma sala para a administração e atendimento dos clientes, um banheiro para funcionário separado por sexo.

Lembre-se também que é fundamental a criação de um plano de negócios antes de dar inicio a qualquer tipo de ação.

4 – Como começar a vender

Vendas bem feitas são resultados de uma empresa bem estruturada.

Não interessa se você possui um processo comercial redondo, se o resto de seu negócio não consegue sustentar a entrada de muitos clientes.

Existem muitas situações por aí que vão desde a dificuldade de emitir um simples boleto para enviar a um determinado número de clientes, até mesmo de empresas que não faziam idéia da quantidade de clientes que possuíam em sua base.

Isso acontece quando há uma falta de previsibilidade que suas ações internas irão gerar.

Caso você tenha dificuldades em tarefas simples como enviar boletos e notas fiscais a muitos clientes, esse processo poderá impactar diretamente em seu fluxo de caixa e criar uma grande insatisfação com seus clientes.

E se, seu produto ficar instável, como ele está sendo utilizado por muitos usuários, a chance de insatisfação entre eles é enorme, e claro, um cliente insatisfeito não é o que você precisa em seu negócio.

Antes de montar seus negócios, corra atrás de todo tipo de solução para sua empresa.

Crie um organograma básico, procure por ferramentas que possam te auxiliar em todos os processos necessários, estruture bem seu produto e ai sim busque o mercado de diversos clientes para seu negócio.

Caso sua empresa já esteja bem estruturada, basta ir direto ao foco: as vendas.

Para tudo funcionar conforme esperado é preciso:

inteligência comercial; prospecção; qualificação; fechamento e é imprescindível o sucesso do cliente.

Pode parecer muita coisa para empresas que estão acostumadas com um modelo clássico de vendas onde o vendedor realiza todo o processo sozinho.

Porém, quando se vive pela abordagem clássica, pode-se estar estragando o processo para novos empreendedores, ou seja, é impossível escalar de uma forma rápida com um processo estruturado assim.

A única saída neste caso é encontrar um vendedor que seja top performer em vendas e que esteja disposto a receber pouco, o que é totalmente impossível de se encontrar. Para isso, comece com um time pequeno, porém bem segmentado e analise as variáveis:

  • LTV: acima de R$ 10.000,00;
  • Solução complexa;
  • Venda High Touch (que exige muitos contatos para converter novos clientes).

Quando sua solução não possui um custo de contrato acima de R$ 10.000,00 e não é complexa, é possível realizar vendas internas usando o Skype, por exemplo, ou seja, mesmo o GoToMeeting.

Mas, caso seu ticket médio de produto seja muito elevado além de extremamente complexo, desembolse dinheiro e inicie suas vendas de campo.

5 – Como se tornar um artista

Muitos perguntam como podem desenhar melhor e se tornar um grande artista.

Como é possível se tornar um artista se não possui condições para estudar arte, comprar o material necessário além de tempo disponível?

Saiba que, se tornar um artista não é algo que irá acontecer de um instante para o outro e não é nada que irá lhe trazer qualquer tipo de glamour.

Seja ilustrador, desenhista, animador, artista digital e até mesmo pintor, toda forma de arte faz com que seu artista responsável transpire e se esforce muito para dar o seu melhor todos os dias.

Não se é capaz de ler e reproduzir inúmeros desenhos e pinturas famosas para então se tornar um verdadeiro mestre. O caminho é longo e possui muitos obstáculos.

Antes de se tornar um artista saiba que você precisará ser um grande trabalhador, estudioso, obediente e persistente.

Precisará trabalhar com foco em seu objetivo haja o que houver.

É preciso ter em mente que você precisará estar firme e forte quando as coisas não estiverem boas, e persistir até que o resultado esperado seja encontrado.

Confira um método de aprendizado para o desenho ideal:

  1. Defina assuntos que você mais gosta de desenhar, sendo casas, flores, animais, carros, retratos, seja o que for, escolha um único assunto e siga com ele até que você aprenda os procedimentos corretos.
  1. Use materiais simples, lápis barato (que sejam macios), papel jornal ou papel sulfite. Mesmo que a opção barata não esteja acessível, use qualquer tipo de caneta, até mesmo papel de embrulho, qualquer coisa que seja possível.
  1. Tenha certa quantidade de modelos, sendo 10 ou 15 a respeito do assunto escolhido. Recorte fotos de revistas se preciso e organize esses modelos em ordem de dificuldade, do mais fácil ao mais difícil que esteja repleto de detalhes.
  1. Treine uma técnica de observação de contornos escolhendo algum dos modelos e começando a copiá-lo em seu papel. Percorra os contornos externos ignorando sombras ou brilhos, para criar um desenho apenas com linhas.

Olhe mais para o modelo do que para seu papel e risque cada contorno que você consegue perceber, não se preocupe se sair errado e evite ficar apagando. Só finalize se o desenho estiver muito parecido com seu modelo, e se preciso for, tente uma, duas, três, quatro, quantas vezes forem necessárias até que esteja satisfeito com o resultado.

  1. Se organize para fazer no mínimo um desenho por dia, sempre observando os modelos (do mais fácil ao mais difícil). Use tudo o que você puder para que seu desenho fique parecido com o modelo e leve em torno de 30 a 50 minutos por desenho.
  1. Após muito treino de observação, continue o processo e escolha mais modelos. Você começará a ficar bom no desenho com contornos, que é o que chamamos de esboço. O esboço é o que definirá a forma e mostrará os erros e distorções, antes da etapa de aplicação de luzes e sombras. Procure deixar seu desenho sempre linear e limpo.
  1. Crie vários desenhos sempre observando os modelos. O desafio da arte é criar coisas que sejam parecidas com a realidade. O treino com o desenho de observação é uma prática que todos os artistas do mundo fazem, principalmente por proporcionar um repertório e novas idéias para criar pinturas e desenhos inéditos.

Resumindo: desenhar é ver, praticar e aprender.

Quando seus desenhos de observação estiverem prontos você perceberá a evolução do seu trabalho, e o próximo passo é continuar treinando com diversas outras técnicas artísticas, varie modelos de outros assuntos e aproveite para estudar as teorias artísticas e suas possibilidades de expressão.

Ao final você verá que está se formando como um grande artista e logo verá que copiar modelos não será mais necessário.

6 – Como ser um designer gráfico

Com tantas mudanças tecnológicas, a profissão de designer gráfico tem ganhado cada vez mais importância em um contexto onde empresas e negócios costuma disputar um mercado cada vez mais através do visual e psicológico de suas embalagens, materiais gráficos e identidade visual.

Vivemos na era da informação, onde o mundo tornou-se cada vez mais visual.

São anúncios em websites, relatórios corporativos, projetos de logotipos e muitos, sendo a maneira com que o designer gráfico se comunica com as pessoas um dos aspectos mais importantes deste tipo de negócio.

Por esse motivo, há uma necessidade crescente de profissionais criativos que sejam capazes de projetar e gerar estes materiais em grande escala.

Designers gráficos são procurados para suprir todas essas necessidades e para se tornar um, você poderá seguir os seguintes passos:

  1. Cursos profissionalizantes

Para ter sucesso você precisa de estudo, seja na área de design ou artes plásticas.

Existem muitas faculdades, universidades e cursos especializados em design onde existem os programas de design gráfico tanto para o ensino á distância quanto para o ensino presencial.

Caso você não tenha tempo e precise de algo mais ágil, você poderá optar por um modelo de curso superintensivo com um aprendizado mais superficial, deixando que a experiência complete o trabalho de aprendizagem. Design gráfico, web design, design de interfaces em geral são áreas que são supridas pelos cursos que usem os softwares da Adobe.

  1. Conhecimento Técnico

Você precisará estar em constante aprendizagem para acompanhar os últimos desenvolvimentos em softwares de design digital e de editoração eletrônica. Também uma constante atualização com programas populares como Photoshop, Dreamweaver e em linguagens como HTML/CSS ou Javascript além de garantir um bom desempenho para o mercado atual quando se trata de emprego.

  1. Diversificação

Os designers gráficos mais bem sucedidos são os que entram de cabeça no campo da atuação. Manter o foco em seus esforços com uma variedade de tendências naturalmente sendo os que você estiver interessado você conseguirá abranger uma área maior de empregabilidade além de se tornar capaz de capturar o interesse de uma gama diversificada de clientes. Usando diferentes formas de mídia é uma excelente maneira de acompanhar novas tendências de publicidade como jornais, revistas, sites e outros.

  1. Estilo

Diversificar não é apenas se tornar experiente em copiar muitos estilos diferentes. E sim adquirir conhecimento suficiente para ser capaz de criar seu próprio estilo.

Ser original é uma qualidade vital de um designer gráfico, crie tendências e você verá o quanto será notado.

Enquanto desejar ser diversificado você terá recursos para criar peças dentro da visão de um cliente, ou seja, isso é importante para você poder desenvolver seu próprio estilo que será imediatamente reconhecido como seu.

  1. Portfólio

Artistas de todo tipo de meio de comunicação precisam de um currículo para mostrar seu trabalho, porém, um designer gráfico precisa de um portfólio visual para mostrar o verdadeiro sentido de seu trabalho.

O trabalho no seu portfólio deverá mostrar uma variedade de estilos e projetos diferentes do que você tem feito, mostre que você é um profissional dinâmico e flexível com seus projetos.

Inclua em seu portfólio um logotipo único que contenha sua personalidade, e opções extras que possam contar pontos a seu favor como:

uma biografia profissional, links para websites e redes sociais que você participe, exiba bastante conteúdo com seus potenciais empregadores ou clientes.

Para ser relevante neste mercado acelerado seu portfólio deverá estar impresso, online, em cd ou DVD sendo estas últimas opções apenas para casos mais extremos, sem prioridade.

7 – Como ser um autor e escritor

Você tem uma habilidade nata para escrever?

Realmente, algumas pessoas possuem muito mais facilidade para escrever sobre diferentes assuntos, basta ficar de frente para uma folha em branco que surgem diversas ideias, as quais poderiam muito bem ser transformadas em belos textos.

A escrita é algo que se transforma com dois fatores específicos, hábito de leitura e a prática, ou seja, quanto mais se lê e se escreve, consequentemente, melhores serão os textos produzidos, é desta combinação que normalmente surgem bons escritores.

Técnicas e estudos quanto a formas de abordar a escrita, principalmente levando em consideração os objetivos, também influem.

Por exemplo, textos voltados para marketing levam em seu bojo muitas técnicas de publicidade.

Você escreve com frequência, já tem leitores e todo mundo elogia os teus textos?

Já pensou em deixar de usar a escrita apenas como um hobby e transformá-la em uma profissão? É isso mesmo, saiba que é perfeitamente possível ser um escritor e ganhar dinheiro com esta habilidade.

No entanto, é uma profissão que requer inúmeros cuidados para que seja possível se destacar no mercado.

Para ser um escritor não basta apenas saber escrever sobre um determinado assunto, é necessário observar uma série de passos para que seja possível conseguir dar destaque para os seus textos e, consequentemente, obter rendimentos financeiros para o seu trabalho.

Com a internet se criou um espaço novo para pessoas quem deseja ser escritor, existindo diversas propostas de trabalho, principalmente de forma amadora, ótimas para quem deseja iniciar no ramo, aprender e ainda ganhar dinheiro.

Após aperfeiçoar-se, pode-se cobrar mais e procurar propostas mais atrativas.

7.1 – Sobre ser um escritor

Sem dúvidas, a profissão de escritor é uma das mais antigas do mundo, sendo considerada uma prática milenar.

Desde a antiguidade já existiam pessoas que se preocupavam em fazer os registros em pergaminho sobre a vida cotidiana ou de determinadas situações.

O Egito é uma das primeiras regiões a registrar indícios de escritores, onde inicialmente a escrita era feita de um modo muito dificultoso, pois as palavras eram esculpidas em plataformas de pedras.

Ao longo dos séculos os escritores foram evoluindo juntamente com a escrita, tendo um grande avanço com a invenção dos tipos de escrita a prensa, que permitiu escrever com maior praticidade.

Na Idade Moderna, a história dos escritores foi revolucionada pela invenção da máquina de escrever e posteriormente do computador, que agregou muito mais praticidade para escrever sobre diferentes temas de forma prática e ágil, diminuindo o tempo para a finalização de obras literárias.

Quando se fala na profissão de escritor muita gente logo pensa nos grandes nomes da literatura como, por exemplo, Machado de Assis ou Guimarães Rosa.

Porém, não são apenas os grandes romancistas que são considerados escritores, visto que é possível escrever sobre os mais diversos assuntos, basta ter imaginação ou conhecimentos como crônicas, economia, política, direito, entre outras possibilidades.

Existem diversas Editoras para publicar livros, contudo, o grande problema é que a maioria efetua o pagamento de um percentual de 10% a 20% do apurado pelas vendas, ou seja, sobra pouquíssimo para os escritores, pelo menos os que não são de renome.

7.2 – Vantagens e Desvantagens

Assim como qualquer outra profissão a de escritor também se caracteriza por ter as suas vantagens e desvantagens.

Atualmente há diversos motivos que incentivam a entrada de novas pessoas no mercado para trabalhar como escritor.

Este profissional tem à sua disposição diversas tecnologias que o ajudam a escrever com mais facilidade, sendo o computador e a internet as principais.

Visto que o escritor tem todo o espaço cibernético para pesquisar, além de poder começar escrevendo em plataformas virtuais como sites e blogs, que hoje em dia tem se tornado um ambiente que revela muitos escritores populares.

Com relação às desvantagens, é importante ressaltar que mesmo com o número maior de editoras alternativas no Brasil, ainda há uma grande dificuldade para os escritores publicarem os seus livros.

Sendo necessário passar por vários processos até conseguir concretizar e divulgar a obra.

Por outro lado, os escritores podem disponibilizar as suas obras em e-books, um dos métodos mais modernos e funcionais.

O problema de se tornar um escritor e conseguir atingir o sucesso é justamente o fato da divulgação.

Cada vez mais surgem novos escritores e o que distingue um dos outros não é apenas o fato de escrever um bom livro ou não, mas sim fazer com que as pessoas descubram a existência daquele livro.

7.3 – Como ser um escritor para trabalhar por conta própria em casa

Saber escrever é uma habilidade essencial para escrever, mas para ser um escritor é necessário seguir vários passos, sabendo desde como elaborar uma obra literária até como publicá-la.

Por isso acompanhe abaixo nossas dicas de como ser um escritor:

1- Formação Acadêmica Para Ser Escritor

Em teoria para ser um escritor não é exigido ter uma formação no ensino superior, no entanto, é recomendado buscar uma graduação para desenvolver a habilidade de escrita.

Sendo que as duas mais comuns são Letras e Jornalismo, cursos com duração de quatro anos, os quais permitem que o aluno tenha um contato profundo com a arte da escrita, aprendendo todos os estilos de textos, desde redação, crônicas até artigos.

Além da formação acadêmica, dependendo da área em que você pretende ser escritor é indicado fazer cursos de especialização capazes de aprimorar os seus conhecimentos para que eles possam ser aplicados com mais precisão.

Por exemplo, pode-se fazer cursos de literatura, poemas, desenvolvimento de crônicas, política, economia, entre outras opções.

Obter auxílios e fazer parcerias com editoras e divulgadores são pontos chaves para conseguir atingir o sucesso. Normalmente, escritores que conseguem fazer sucesso, apenas o atingem em razão de conseguir uma boa editora que divulgue o seu trabalho.

O interessante da editora é que muitos usuários acessam os sites oficiais das empresas e, com isso, caso seu livro seja uma das “revelações”, o cliente acaba por ter contato, muitas vezes adquirindo simplesmente porque estava na página inicial da editora.

2- Como Desenvolver a Habilidade de Escrita

Sim, algumas pessoas já possuem um dom natural para escrever, estando sempre com uma boa ideia na cabeça para transformar em texto.

Porém, para ser um bom escritor não basta apenas ter talento, pois também é preciso investir na prática.

Em primeiro lugar é recomendado ler muito, principalmente livros que tenham o tipo de conteúdo que você pretende escrever, esta atitude é fundamental para adquirir repertório e vocabulário, do contrário a sua escrita será precária.

A segunda forma de melhorar a sua escrita é praticando-a, e muito. Sendo assim, sempre que possível procure escrever sobre os assuntos que mais lhe interessam.

Reescreva os textos até sentir que eles estão ficando melhores. Dê os seus textos para outras pessoas lerem e peça a opinião delas, um segundo ponto de vista é sempre bom para enxergar as coisas de uma forma mais ampla.

Tome cuidado para quem você irá pedir uma segunda opinião, pois muitas pessoas irão lhe dizer que está bom/ótimo quando, na verdade, o seu texto não está.

Procurar por pessoas que irão realmente lhe dar uma opinião sincera é de suma importância. Aceite as críticas abertamente e sem qualquer tipo de insatisfação! Lembre-se também de pedir para alguém que tenha costume de ler livros e textos, esta pessoa tem uma maior capacidade de percepção e avaliação de qualidade.

A impressão do livro costuma ser realizada em gráficas e o preço é relativamente acessível. Você pode ainda se interessar em montar uma gráfica.

3- Use a Tecnologia Para Ser Escritor

Por mais nostálgico que você seja é recomendado usar a tecnologia para ser escritor. Hoje em dia, praticamente todas as pessoas podem escrever, basta querer.

Portanto, se você acha que ainda não tem qualidade para escrever um livro, então, que tal fazer posts diários na internet? É perfeitamente possível criar blogs ou sites para publicar os conteúdos produzidos por você.

A vantagem de usar a internet é o fato de ela te aproximar do público, sendo possível ter um feedback do seu estilo de escrita e maneira de tratar o assunto, uma vez que as pessoas podem comentar os seus textos.

Há vários escritores famosos que começaram na internet como, por exemplo, a Bruna Vieira, autora da obra “Depois dos Quinze”, que escreve para o público adolescente.

4- Apresente a Obra Para Editoras Para Ser Escritor

Você passou meses se dedicando em frente ao computador e finalmente conseguiu escrever um livro?

Se você deseja publicar a obra é necessário começar o processo de apresentação às editoras, em que se pode mandar por e-mail ou ir diretamente até os estabelecimentos.

Para uma editora querer publicar um livro é necessário que ela veja potencial no conteúdo e no público para o qual ele está direcionado. Por exemplo, na atualidade as obras de cunho religioso estão em alta, existindo vários autores religiosos famosos no mercado.

5- Publique o Seu Livro Online Para Ser Escritor

A grande vantagem da internet para os escritores é que eles não são mais reféns das editoras, pois é possível publicar o livro online.

Neste caso, o conteúdo pode ser compactado em formato de e-book e ser vendido online, fazendo com que as pessoas paguem e posteriormente baixem o arquivo.

Além de ser um método mais barato para publicar, também é ecologicamente correto, pois não usa papel.

Também, cabe chamar a atenção para a comodidade de proporcionar a venda do livro pela internet. Quando um consumidor se interessa, ele pode, rapidamente, efetuar a compra, baixando o livro e começando a ler imediatamente.

8 – Como se tornar um consultor de uma empresa de negócios para trabalhar como autônomo?

Depois de certo tempo de trabalho e de ter adquirido experiências muitos profissionais tomam a decisão de tornar-se consultor, prestando serviços como autônomo para alguma empresa ou desenvolvendo uma empresa própria ou junto com amigos.

A grande vantagem que existe, dentre outras, é que, como Consultor o profissional pode aplicar seus conhecimentos em atividades que já vivenciou e que conhece na prática.

Porque consultor de empresas ou consultor de negócios?

Pode parecer estranho, mas muita gente ainda não entende bem a diferença entre essas duas situações.

Quando falamos em se tornar um consultor de empresas, estamos falando de se tornar um consultor na área de gerenciamento geral de uma empresa, o que pode exigir dele conhecimentos gerais e específicos sobre todas as áreas da empresa como Finanças, Produção, Marketing, Vendas, Relações Humanas.

Ou ele pode ser um consultor de alguma área específica.

Se ele é um contador de uma empresa de grande porte, por exemplo, será uma grande contribuição para empresas de porte igual ou menor porque nem sempre empresas de poder menor têm chance de treinar adequadamente seu pessoal ou de encontrar pessoas para substituir temporariamente algum profissional de seu quadro.

O perfil de um profissional para atuar nessas condições deve ser o de alguém acostumado a ter visão geral e específica do negócio da empresa, que saiba planejar, que tenha noções de controles e que tenha pulso para manter esse controle e colabore na tomada de decisões que irão afetar o rumo da empresa que o contrata.

Já como Consultor de negócios um profissional pode ser contratado para atuar em alguma situação transitória pela qual uma empresa esteja passando num momento.

Vamos supor que ele seja contratado para participar da avaliação de alguma oportunidade imobiliária como compra ou venda de alguma propriedade para futuros negócios.

Nesse caso, ele, como consultor, deverá ter conhecimentos específicos da área imobiliária, especificamente com relação às condições de venda ou compra (preços, condições de pagamento) bem como da parte formal da negociação de um imóvel (documentação necessária e exigida).

Um profissional com esse perfil estará atento para todos os detalhes podendo até mesmo brecar as negociações quando notar alguma formalidade que não esteja de acordo com os interesses da empresa que o contratou.

Ele poderá contribuir muito com a sua visão comercial e sua recomendação sobre como o impacto dessa aquisição ou venda nas atividades da empresa será muito valiosa.

Há benefícios.

O reconhecimento do seu trabalho como Consultor pode ser feito através de uma negociação quanto a uma boa remuneração e da abertura para que ele possa apresentar todo o seu conhecimento e experiência.

Por outro lado, um Consultor sempre deverá ter em mente que o resultado do seu trabalho dependerá exclusivamente dele e que sempre estará na berlinda diante dos dirigentes e dos demais colaboradores da empresa, que estão sempre dispostos a criticar negativamente a sua atuação e por muitas vezes criar obstáculos à implantação de seus métodos e ideias.

Ademais é realmente uma alternativa interessante para quem se acha em condições de prestar serviços de qualidade.

9 – Como ser um decorador de festas e ter o próprio negócio

Se antigamente as festas infantis eram realizadas em torno de uma mesa com bolo, docinhos coloridos e balões espalhados pelo salão, hoje em dia o cenário é bem diferente.

Os eventos estão bem mais sofisticados, cada vez mais criativos e chamando atenção de todos.

Por conta disso, muita gente vê nesse mercado uma ótima oportunidade de atuação e investe pesado para abrir uma empresa de decoração de festa infantil.

O decorador usa uma infinidade de balões, de luzes, flores e diversos materiais para compor o visual da festa.

Não só a mesa principal com aquela riqueza de pormenores que chama atenção dos convidados, mas também as mesinhas espalhadas por todo o salão recebem a atenção do profissional.

Não fica um detalhe sequer de fora e cada vez mais as pessoas querem que a festa dos filhos seja assim.

Além disso, a qualidade de vida do brasileiro melhorou bastante, o nível de renda aumentou a ponto de permitir que as famílias pudessem então dar um evento desse porte aos seus filhos.

Por esses dois motivos que muita gente resolve abrir um negócio nesse ramo de atividade, já que o mercado é bem favorável.

9.1 – A cara do mercado de decoração de festa infantil

De acordo com informações do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), o mercado de festas infantis não para de crescer e está cada vez mais diversificado, se encaixando em cada gosto e exigência dos clientes.

Para se ter uma ideia, conforme o censo 2010 feito pelo IBGE, há cerca de 45 milhões de crianças com menos de 14 anos no país.

Ainda que esse número englobe aquelas que não possuem nenhuma condição financeira para ter um evento, por exemplo, a boa notícia é que a ascensão e mudança de classe social permitidas pela economia das últimas duas décadas fazem com que as famílias brasileiras tenham a oportunidade de comemorar o aniversário dos filhos em grande estilo.

Outro ponto não menos importante e que deve ser considerado como positivo para aqueles que querem abrir uma empresa de decoração de festa infantil é a abundância de informações.

Os pequenos estão cada vez mais informados, não cansam de acessar a internet (que está no computador ou no celular, literalmente falando, em mãos) nem de ver televisão por assinatura.

Mas o que isso realmente quer dizer?

Isso significa que eles sabem o que querem, conhecem os mínimos detalhes dos seus personagens de desenhos animados preferidos e querem que a festa de aniversário seja do tal tema.

9.2 – Perfil do dono da empresa de decoração de festa infantil

Com um público infantil super exigente, que sabe o que quer e conhece bem de perto seus favoritos, o dono da empresa de decoração de festa infantil deve ser antenado, precisa estar atento a todas as mudanças e novidades do mundo infantil para que isso se reflita nas suas atividades.

A decoração pode ser simples, feita na casa da criança, na escola até em um salão bem sofisticado e com capacidade para receber muitos convidados.

9.3 – Localização do negócio de decoração de festa infantil

Um ponto positivo para quem quer atuar no ramo de decoração de festa infantil é que a localização da empresa de decoração de festa infantil não precisa necessariamente ser muito pensada.

Pois na verdade, é o serviço que vai ao cliente.

Quem quer começar a trabalhar não precisa se preocupar e pode começar a atender a clientela em casa mesmo.

Mas é claro que com o tempo e com os rendimentos vindouros, nada melhor do que alugar um espaço em um edifício comercial localizado em uma área movimentada, sem problemas.

É importante ressaltar que o preço do aluguel deve estar compatível com tudo aquilo que se ganha e com o movimento aguardado.

Se for realmente fechar um imóvel para atendimento da clientela, verifique as condições legais dele, instalações, prazo de locação e tudo mais.

9.3 – Aspectos legais de uma empresa de decoração de festa infantil

Na área de decoração de festas infantis não existem leis somente para ela, mas é preciso obedecer com bastante rigor o Código de Defesa do Consumidor (CDC).

Ele trata da relação de consumo no Brasil, na tentativa de equilíbrio no tratamento entre consumidores e fornecedores. Portanto, muita atenção quanto a isso.

Não se esqueça também que toda atividade que exercer deve estar legalizada, ou seja, procure abrir o CNPJ para que possa também ter mais mobilidade no mercado, confiança por parte da clientela e também dos fornecedores.

Com a inscrição feita na Receita Federal, fica bem mais fácil fazer negociações com aqueles que vão fornecer materiais e até mesmo as instituições bancárias tratam o microempresário de outra forma.

9.4 – Como deve ser a estrutura do negócio de decoração de festa infantil

Tudo vai depender do público que se quer atingir, do poder aquisitivo dessa clientela, do local de atendimento, dos temas que serão oferecidos e do material estocado.

Para começar, um espaço com 60 m² é o suficiente. No entanto, é preciso dividi-lo em três ambientes:

oficina, exposição e sala de negociação.

O mobiliário adequado são os básicos de escritório, tais como computadores, telefone, cadeiras, armários, além de vitrines.

É preciso ter bastante cuidado com o local onde irá guardar todo o material usado porque ele precisa ser bastante iluminado e estar protegido da umidade e dos fungos, que acabam com tudo.

Por isso, é preciso ter bastante atenção nesse ponto para que as peças usadas e que serão aproveitadas para futuros eventos não sejam danificadas.

9.5 – Mão de obra especializada em decoração de festa infantil

empresa de decoração de festa infantil não precisa, em um primeiro momento, ter um quadro fixo de profissionais.

Pois a ocorrência de festas ainda é um pouco instável, além disso, só será necessária a presença deles nos dias dos eventos.

De maneira geral, quem vai trabalhar nesse ramo deve procurar saber fazer escultura com bexigas, cenários com tecidos, pintar painéis e muito mais.

Esses serviços mais específicos podem ser terceirizados, não precisam fazer parte do quadro fixo pessoal da empresa.

9.5 – Materiais necessários para tocar a empresa de decoração de festa infantil

Para começar a fazer a decoração de festa infantil é preciso ter diversos materiais que serão úteis para confecção dos artefatos que farão parte dos eventos, tais como isopor, tintas adequadas, pincéis, tecidos, cola e muito mais.

Alguns outros poderão ser alugados, tais como estruturas de metal, toalhas, bandejas, louças e puffs.

Conclusão

Essas são as dicas que conseguimos reunir para você que estão procurando por ideias para trabalhar por conta própria em casa ou em um estabelecimento.

Abrir um negócio requer trabalho e muita dedicação e claro, para ter sucesso não se esqueça de sempre fazer o planejamento do negócio antes de colocar a mão na massa. Ter um plano de negócio é muito importante e fará você evitar ou amenizar algum prejuízo no decorrer do tempo.

Espero que esse conteúdo tenha tirado as suas dúvidas e ter ajudado de alguma forma. Comente e deixe a sua opinião sobre o assunto. E compartilhe para o seus amigos.

Para saber mais sobre ideias para trabalhar em casa acesse o blog “blokindo.com” que lá você encontrará muito mais informações sobre negócios.