Minoxidil Funciona mesmo?Preço, onde comprar e os efeitos colaterais – O Guia completo

Será que o remédio minoxidil funciona mesmo?

Essa e muitas outras dúvidas iremos responder nesse artigo completo onde abordaremos questões importantes sobre esse tipo de medicamento.

Então vamos aos tópicos principais sobre o minoxidil:
#O que é (origem)?
#Como Funciona?
#Formula e composição
#Causa impontencia?
#Os benefícios
#Minoxidil para barba
#Minoxidil para sobrancelha
#Os efeitos colaterais
#Anvisa
#Bula
#Contra indicações
#Diferenças entre o industrial e o manipulado
#Preço e Onde comprar?
#Aplicação: Como usar o minoxidil?
#Depoimentos: Resultados de antes e depois
#Conclusão: Vale a pena usar o minoxidil?

Minoxidil

Muitos laboratórios atualmente têm pesquisado tratamentos para queda de cabelos em todo o mundo. Com toda essa pesquisa e aprofundamento na questão, com um simples descuido o melhor tônico capilar acabou sendo descoberto. O produto encontrado é o Minoxidil, um principio ativo de vários produtos anti-queda conhecidos internacionalmente sendo Rogaine, Regaine, Neodil, Tugain, Mintop, Ylox e Lacovin.

Muitas pessoas pensam, a calvície masculina e a calvície feminina, também denominadas de alopecia androgenética, com o passar do tempo e com bases em pesquisas científicas, vem ganhando grandes proporções, e numa visão geral, causando grande insatisfação entre homens e mulheres, os quais buscam variados caminhos ou meios para combater esse empecilho, porém, os que muitos também não sabem é que a solução pode ser bem mais simples e muito mais acessível, e essa solução é conhecida como Minoxidil. Claro, temos que tomar as devidas precauções quanto ao seu uso, verificando as indicações e contra-indicações, como também, ficar atento com a maneira de utilizá-lo. Convenhamos, por mais que o Minoxidil seja essa maravilha toda, eficaz contra queda de cabelos e facilmente acessível, temos que tomar todos os cuidados para que o seu resultado esperado seja alcançado.

A calvície masculina ocorre devido heranças genéticas. O hormônio testosterona e suas ramificações se juntam a receptores próprios situados nos pelos, causando a miniaturização dos fios capilares. O grande responsável pela queda de cabelo masculina é o hormônio DHT, que é derivado da testosterona, possuindo um poder cinco vezes maior que a própria testosterona, onde a calvície masculina surge devida alguns fios de cabelos serem mais afetados pelo DHT do que outros. Os primeiros sinais podem ser reparados nas entradas na altura da testa, posteriormente, alcançado a rarefação da coroa da cabeça, e num nível mais agravante, essas falhas acabam por se unir. Como esse problema pode começar a ocorrer por volta dos 18 anos, chegando até aos 50 anos, o tratamento antecipado com o uso do Minoxidil irá reduzir drasticamente a queda de cabelos, preservando-os por muito mais tempo.

Já a calvície feminina, pode ocorrer por vários fatores. A alopecia androgenética feminina, por mais que seja em proporções menores do que a dos homens, o modo como ela afeta as mulheres é ainda mais traumático, já que, desde os tempos mais remotos, para elas, o cabelo se tornou marca de personalidade e também objeto de sedução. A herança genética é fator comum entre homens e mulheres, no surgimento da alopecia androgenética, porém, as mulheres apresentam outras disfunções hormonais que culminam na calvície, podendo também ser afetadas devido o uso de químicas no cabelo com freqüência, ingestão de medicamentos fortes para tratamento de doenças, alergias, utilização incorreta de aparelhos como a chapinha e secadores.

A queda dos fios de cabelos na mulher é difusa, não possuindo foco em uma região determinada. Mas vejamos pelo lado bom, o Minoxidil pode minimizar todos esses possíveis danos. Para o tratamento de calvície em mulheres, recomenda-se o uso de Minoxidil a 2%, e para homens, o Minoxidil a 5%, por possuir uma concentração mais forte, no entanto, em casos específicos, o Minoxidil a 5% também pode ter seu uso destinado às mulheres, porém, deve-se ter um acompanhamento de um especialista, ou seja, se consultar com um dermatologista.

Podemos falar aqui por horas sobre os vastos benefícios que o Minoxidil pode proporcionar, mas, como o fator “Tempo” é cada vez mais escasso em nossas vidas, irei citar mais dois benefícios que essa poderosa fórmula pode oferecer. O minoxidil pode ser aplicado ainda em barbas de homens, corrigindo falhas, tornando-as mais densas, com pigmentação mais forte e dando um aspecto mais harmônico, como também, pode ser aplicado em sobrancelhas, possibilitando o crescimento e engrossamento dos pelos, criando sobrancelhas torneadas, alinhadas e preenchidas por completo.

Num apanhado geral, deve-se tomar cuidado com a aplicação, tanto para o Minoxidil a 2% como para a concentração de 5%. Para aplicação no couro cabeludo, é aconselhável estar com o cabelo limpo e seco. Utilizar um conta-gotas.  Aplicar 1 ml com o conta-gotas na região defasada e seus entornos, e com os dedos, massagear para obter maior absorção. Não utilizar mais que 2 ml ao dia. Caso não se lembre de aplicar um dia ou outro, não precisa compensar no dia seguinte, pois irá desperdiçar o produto. Após aplicação, aguardar 4 horas para lavar o cabelo, pois esse é o tempo médio para o produto ser absorvido. Um frasco como este contém 60 ml, suficiente para o tratamento de um mês. Caso queira aplicar na barba ou sobrancelha, um frasco deste durará mais, pois você acabará utilizando pouco.

O uso da loção de Minoxidil pode apresentar alguns efeitos colaterais indesejados, como: Vermelhidão, coceira, crescimento de cabelos em outras partes do corpo, couro cabeludo descamando, perda de cabelo nas duas primeiras semanas, leve dor de cabeça, sensação de aumento de oleosidade no couro cabeludo, e dentre outros. Mas não se preocupe, para saber mais sobre os possíveis efeitos colaterais desse produto, acesse o link do blog que está aqui na descrição do vídeo, lá você irá encontrar outras informações importantes sobre o funcionamento, como usar, perguntas frequentes e muito mais. O Minoxidil se mantém a quase 40 anos como uma das fórmulas mais eficazes do mercado no tratamento da queda de cabelo. O princípio ativo Minoxidil é tão famoso que em 1990 a série de desenho “Os Simpsons” abordou o tema em um de seus episódios. No episódio, o personagem Homer Simpson, que é calvo, usa a loção e espanta-se com o crescimento de seus cabelos.

Tanto para homens, quanto para mulheres. Milhares e milhares de pessoas em todo mundo já aprovaram os resultados. Tudo isso, somando-se a várias pesquisas científicas, comprovam sem sombra de dúvidas, que o uso de Minoxidil é realmente é eficaz e funciona. Então não perca mais tempo conheça mais sobre o produto e desfrute desse revitalizador de autoestima.

Inicialmente o minoxidil era comercializado apenas como um vasodilatador para casos de hipertensão, em forma de comprimidos com o nome comercial de Loniten. Alguns usuários começaram a desenvolver hipertricose (crescimento exacerbado dos pelos do corpo) e observaram que áreas do couro cabeludo afetadas pela alopecia estavam se recuperando.

A partir daí começaram a ser desenvolvidas as loções de minoxidil para aplicação tópica, comercializadas especificamente para combater a queda de cabelo e estimular o fortalecimento e crescimento dos fios.

(Curiosidade: outras duas substâncias super populares na luta contra a queda de cabelos, a finasterida e o cetoconazol, também foram descobertas “por acidente”, durante pesquisas com medicamentos formulados para tratar de outras enfermidades).

 

O que é a queda de cabelo?

 

A perda dos cabelos é um problema comum e que atinge milhões de pessoas em todo o mundo. Em primeiro lugar é fundamental que se faça uma distinção entre queda de cabelo e calvície. Homens, em geral, são os mais afetados pela calvície ou alopecia androgenética, embora muitas mulheres também sofram deste problema. A calvície é a falta de cabelos na cabeça e inúmeros fatores podem causar perda dos cabelos. Dependendo da causa, há maneiras diferentes de lidar com o problema. A calvície masculina, o tipo mais comum, por exemplo, tem diversos tipos de tratamento, porém muitas pessoas acabam optando por não realizar nenhum tipo de tratamento e “assumem” a própria calvície. A perda dos cabelos pode ser progressiva, no caso da calvície masculina, mas também pode acontecer de repente, no caso da alopecia areata. Pode acometer somente o couro cabeludo, mas também pode atingir todo o corpo. Alguns tipos de alopecia são apenas temporários, já outros são permanentes.

Por outro lado, a queda de cabelo é uma queixa mais comum entre as mulheres e, quando patológica, tem diversas causas, como por exemplo doenças da tireoide, deficiência de ferro, amamentação, doenças infecciosas e autoimunes, entre outras. A causa exata da perda de cabelo vai determinar a quantidade de cabelo perdido, a velocidade com que isso acontecerá e que locais do corpo sofrerão mais com a perda de fios.

Causas

Perder cabelo é normal. Cerca de 50 a 100 fios de cabelo caem da cabeça de todas as pessoas diariamente – o que não é muita coisa comparada aos mais de 100 mil fios sobre nosso couro cabeludo.

Conforme vamos envelhecendo, nossos fios de cabelo vão se tornando cada vez mais finos e rarefeitos. No entanto, muitas pessoas apresentam uma perda de cabelos mais acentuada, o que pode ser um sinal de algum problema de saúde mais grave. Mas, mesmo em casos muito acentuados, aqueles que sofrem com perda dos cabelos não têm motivo para pânico: esse quadro não leva à calvície, pois todos os cabelos que caem serão repostos por novos fios!

Mudanças hormonais e no metabolismo podem levar à queda de cabelo temporária, o que justifica boa parte dos casos de mulheres que apresentam o problema. Essas mudanças podem ocorrer durante a gravidez ou parto, devido à irregularidade no uso de pílulas anticoncepcionais e também na menopausa.

Alopecia androgenética: conheça a maior causa de queda de cabelos do mundo:

Se você é homem e tem calvície, é quase certo que essa seja a causa – e se é mulher, também não está imune. Estima-se que até 70% dos homens e 40% das mulheres serão afetados pela alopecia androgenética (ou androgênica) em algum momento da vida, e as chances de manifestá-la aumentam com a idade.

O que é

Em algumas partes do corpo (como a próstata, testículos, glândulas supra-renais e folículos capilares), uma enzima chamada 5α-redutase (lê-se “cinco alfa redutase”) transforma a testosterona numa versão bem mais forte: o hormônio di-hidrotestosterona (DHT).

Ele participa de várias funções relacionadas ao desenvolvimento sexual, como a formação da genitália masculina durante a gestação, o desenvolvimento das características sexuais primárias e secundárias na puberdade e a atividade da próstata no homem adulto. As mulheres também produzem DHT, porém em quantidades muito menores que os homens.

O problema é que, no couro cabeludo, o DHT parece promover a chamada miniaturização folicular: os folículos capilares vão diminuindo de tamanho, a fase de crescimento do cabelo (anágena) fica cada vez mais curta, as fases de descanso (catágena e telógena) se prolongam e os fios vão se tornando mais finos e ralos, podendo até parar de nascer por completo. (Para saber mais sobre o funcionamento dos folículos capilares e as fases do cabelo.

 

Esse processo gera o padrão comum de calvície masculina: surgem “entradas” nas laterais da linha frontal de crescimento dos cabelos, junto com o progressivo raleamento dos fios no topo da cabeça. Com o avanço do quadro, as duas áreas de regressão dos fios se encontram, deixando sobrar apenas uma faixa de cabelo na parte de trás e nas laterais da cabeça, onde os fios não costumam ser muito sensíveis ao DHT.

 

Já o padrão mais frequente de calvície feminina envolve uma perda mais difusa do cabelo, com raleamento mais visível dos fios no topo da cabeça (o local onde o cabelo é repartido vai se “alargando” e mostrando cada vez mais a pele por baixo).

Aparentemente os hormônios femininos ajudam a proteger os fios da ação do DHT: com a diminuição da produção desses hormônios, principalmente após a menopausa, a queda de cabelos pode se manifestar de forma mais acentuada.

 

Diagnóstico

Algumas ocorrências são pistas importantes para suspeitarmos de um quadro de alopecia androgenética:

  • Histórico familiarde calvície (pais, tios ou avós, tanto do lado materno quanto paterno);
  • Perda lenta e gradualdos cabelos, seguindo os padrões tradicionais de avanço da alopecia androgenética (escalas de Norwood-Hamilton, Ludwig e Savin);
  • Mulheres comsíndrome do ovário policístico têm maior predisposição a desenvolver alopecia androgenética (a queda dos cabelos pode ser um sinal importante para descobrir a existência da síndrome);
  • Ausência de outros problemas de saúdecomo anemiahipotireoidismo, deficiências nutricionais, desequilíbrios hormonais, infecções, etc.

Quanto mais informações você levar para o seu médico, melhor (inclusive fotos mostrando a diferença dos cabelos ao longo do tempo, se você tiver). Ele deve examinar o seu couro cabeludo, fazer testes e descartar a suspeita de outros tipos de calvície (como a alopecia areataeflúvio telógeno ou alopecia cicatricial).

Tratamentos

A alopecia androgenética, como o próprio nome indica, é fortemente determinada pelo nosso perfil genético – o que significa que a tendência à calvície permanece por toda a vida. O que os tratamentos disponíveis atualmente fazem é minimizar, atrasar ou interromper a manifestação dessa tendência.

Dois avisos importantes antes de começar o seu tratamento: se ele for interrompido, a determinação genética volta a se manifestar e a queda de cabelo retorna normalmente. Além disso, vários tratamentos levam meses para começar a apresentar resultados notáveis. Portanto o segredo é ter persistência e paciência. Muita gente desiste faltando muito pouco pra atingir o sucesso: não faça parte desse grupo! Se o seu cabelo não levou 10 dias pra cair, também não vai levar 10 dias pra crescer de volta, certo?

 

A queda de cabelos também pode ser tratada da seguinte forma:

 

Transplantes capilares

Nas regiões onde não existem mais folículos saudáveis, a solução são os transplantes capilares, podendo ser realizado desde que a queda de cabelos esteja estacionada, com o resultado dependendo do grau da calvície. Então, retira-se uma faixa de pele da área da nuca com folículos capilares e desta área se retira os folículos que serão colocados na região calva. Os implantes são colocados um a um e procura-se o resultado mais natural e estético possível.

Intradermoterapia capilar

Injeções com medicamentos no couro cabeludo não impedem o desenvolvimento da calvície, mas colaboram para o fortalecimento e a renovação dos fios. Dos efeitos dessas substâncias, pode-se conseguir estimulação e crescimento de mais fios de cabelo e reativação da circulação sangüínea local. As substâncias mais utilizadas são hormônios injetáveis, pantenol, silício orgânico, finasterida e biotina, entre outros.

Laserterapia
Para esta terapia utiliza-se o laser LLLI, que significa Low Level Laser Therapy, ou laser de baixa penetração. Essa terapia emite feixes de luz a laser frio que ao alcançar a raiz do cabelo e esse feixe provoca uma multiplicação das células do folículo piloso, estimulando o crescimento dos fios. O número das sessões depende de cada caso.

 

Atualmente, a medicina estética está muito avançada e pode proporcionar tratamentos cada vez mais eficazes. Portanto, não perca tempo! Procure seu médico para tratar a queda de cabelos o quanto antes. Lembre-se que os fios são a moldura do rosto e devem ser tratados com carinho e atenção.

 

 

O QUE FAZ O CABELO CAIR?

  • Mudanças hormonais e de metabolismo (causam quedas temporárias).
  • Algumas doenças e causas médicas,como por exemplo: alteração na tireoide, alopecia, infecções no couro cabeludo e até mesmo doenças de pele.
  • Remédios (geralmente os mais fortes, usados para tratamentos mais invasivos).
  • Estresse físico e emocional (se relacionados a traumas, o sistema imune pode atacar os folículos capilares).
  • Hereditariedade (um dos fatores mais comuns, tanto para mulheres como para os homens).

MANEIRAS DE EVITAR QUE O CABELOS CAIAM

  1. Lavar os cabelospelo menos 2 vezes na semana: Não é necessário lavar os cabelos todos os dias, mas mantê-los limpos é imprescindível, por isso, enxague muito bem, principalmente próximo ao couro cabeludo. Se durante o enxague ficar no couro cabeludo restos de shampoo e condicionador, eles podem trazer mais oleosidade ao cabelo, o que pode intensificar a queda.
  2. Manter uma alimentação saudável:Os cabelos para que fiquem saudáveis e lindos precisam de vitaminas, que são muitas vezes conseguidas em alimentos, uma alimentação balanceada rica em alimentos benéficos à saúde, só tende a fortalecer os fios e consequentemente evitar as quedas em excesso.
  3. Evitar prender os cabelos ainda molhados:Prender os cabelos molhados pode causar a quebra dos fios, pois enfraquece a raiz e quebra dos fios, que pode estimular a queda.
  4. Não dormir com os cabelos molhados:Fazer isso, não deixará que o cabelo seque completamente e da maneira correta, isso porque os folículos capilares ficarão úmidos e com isso, podem ficar oleosos, o que enfraquece o cabelo ocasionando a queda.
  5. Desembaraçar os cabelos durante o banho, quando estiverem molhados ou até mesmo úmidos: Ter esse cuidado, fará com que você desembarace seu cabelo de forma mais fácil e mais segura, pois o impacto nos fios será menor, o que evita quebra dos fios.
  6. Evitar penteados que puxem os fios de forma brusca, desde a raiz: Esse tipo de penteado, como trancinhas edreads, desgastam muito o cabelo, pois precisam de muita força para que os fios fiquem bem fixados e muitas vezes, essa forma de fixação, que envolve puxões, acaba prejudicando a raiz do cabelo e levando a queda.
  7. Praticar atividades físicas(principalmente as que aliviam o estresse e tensão do dia)

 

 

O que Monoxidil?

 

Monoxidil é uma loção que ajuda a tratar a queda de cabelo em homens e mulheres. Ele aumenta o fluxo sanguíneo nas células capilares, oxigenando a área e ajudando a crescer e revitalizar o cabelo, ou seja, o Monoxidil é um medicamento vasodilatador.

O Minoxidil ajuda a revitalizar a raiz do cabelo, normalizar o ciclo do folículo, prolongando a fase anágena ou de crescimento. Ele também tem a função de estimular a vascularização do couro cabeludo permitindo oxigenação da área.

A solução de minoxidil é geralmente encontrada na concentração 5% a 10%. Estudos mais recentes comprovaram que a melhor eficácia é a concentração de 5% tanto em homens como em mulheres. Recomenda-se passar 1 ml do produto em cada aplicação, e sempre nos cabelos secos. É importante salientar que o produto deve ser passado no couro cabeludo, e não nos fios. Ele deve ser absorvido pelos poros para agir na raiz dos cabelos.

O minoxidil age nos folículos vivos, aquele folículo que já “morreu” não se recupera mais. Nenhum agente medicamentoso faz crescer cabelos em uma área totalmente sem cabelos.Só o transplante de cabelos consegue preencher este espaço vazio, retirando folículos da área doadora e recolocando-os na área calva. O tratamento deve ser contínuo. Uma vez interrompida a medicação, a calvície volta ao estado anterior ao tratamento em aproximadamente dois meses.

Como Monixidil funciona?

Desde a descoberta dos efeitos do minoxidil no controle da queda de cabelos, vários pesquisadores têm tentado entender exatamente como ele funciona, mas até hoje não há consenso na comunidade científica sobre a forma de atuação da substância nos folículos capilares. Uma das hipóteses mais divulgadas é a de que, por ser um vasodilatador, o minoxidil seria capaz de estimular a circulação sanguínea e a chegada de mais oxigênio e nutrientes para os folículos. Porém, como outras substâncias vasodilatadoras não produzem o mesmo efeito, acredita-se que o mecanismo de atuação seja um pouco mais complexo.

 

Outra possível explicação seria a capacidade do minoxidil de abrir os canais de potássio nas membranas celulares, que controlam várias funções e podem interferir no ciclo de vida dos cabelos.

O fato é que o minoxidil parece aumentar o tamanho dos folículos e prolongar a duração da fase anágena dos fios. Várias pessoas observam um período de queda acentuada dos fios logo após o início do tratamento, e em seguida os resultados do produto começam a aparecer. Acredita-se que essa queda inicial (chamada de shedding) aconteça porque o minoxidil anteciparia a saída dos fios que já se encontram na fase telógena, para que novos fios na fase anágena possam nascer.

 

Qualquer que seja o mecanismo real de atuação do minoxidil, ele não parece afetar diretamente a produção ou a atividade do hormônio di-hidrotestosterona (DHT), considerado o maior responsável pelos quadros de alopecia androgenética. Nesses casos, muitas pessoas observam resultados ainda mais encorajadores quando combinam o uso do minoxidil a algum outro tratamento que atue no nível hormonal, como a finasterida ou outros antiandrógenos.

 

Como em qualquer outro tratamento conhecido atualmente para a alopecia androgenética, os resultados obtidos com o minoxidil não são definitivos, e só se conservam enquanto durar o tratamento: caso ele seja interrompido, em algum tempo o padrão de avanço da alopecia será retomado normalmente.

O Minoxidil, droga vaso-dilatadora periférica, inicialmente utilizada como anti-hipertensivo (Lonitem) atualmente é uma das principais drogas utilizadas na alopecia androgenética e no estímulo do crescimento do eflúvio telogênico. É uma droga vasodilatadora que age nos vasos do couro cabeludo aumentando a irrigação local, conseqüentemente dos folículos pilosos.

Pode ser utilizados em homens e mulheres numa concentração 5% a 10%, duas vezes ao dia. Seus efeitos colaterais são observados a nível do sistema cardiovascular, principalmente alteração de pressão arterial. A ação da droga ocorre somente durante a sua utilização.

A ação é principalmente na região parietal do couro cabeludo ou coroa, estabilizando a calvície, postergando sua evolução e estimulando cabelos que estão enfraquecidos ou finos (os velos), a se transformarem em cabelos mais grossos, em alopecias em estágio inicial.

Minoxidil Bula

Quem não pode usar Minoxidil?

Minoxidil não deve ser usado nas seguintes situações:

  • Caso a perda capilar ocorra de maneira repentina ou irregular;
  • Se a razão da queda de cabelo for desconhecida;
  • Se o couro cabeludo estiver vermelho, irritado, infeccionado ou dolorido;
  • Se o couro cabeludo já estiver sendo previamente tratado com outras soluções tópicas;
  • Em bebês ou crianças;
  • Durante períodos gestacionais ou durante a amamentação.

Caso o paciente tenha problemas cardíacos ou apresente problemas cardíacos durante o tratamento, um dermatologista deverá ser consultado para verificar se Minoxidil pode ser utilizado, pois a automedicação neste tipo de circunstancia pode ser perigosa.

Quando o uso de Minoxidil deve ser suspenso?

O uso do medicamento deverá ser imediatamente suspenso  e um dermatologista deverá ser imediatamente consultado caso surjam os seguintes efeitos colaterais:

  • Do peitoral;
  • Aceleração dos batimentos cardíacos;
  • Tonturas ou desmaios;
  • Ganho súbito de massa corporal;
  • Inchaço nas mãos e pernas;
  • Irritação ou vermelhidão no couro cabeludo;
  • Crescimento de pelos indesejáveis no rosto ou em outras partes do corpo.

Caso o paciente também não percebe crescimento de cabelo após o uso de Minoxidil durante quatro meses contínuos, o uso do medicamento deverá ser descontinuado.

Efeitos colaterais

Ao mesmo tempo que Minoxidil trás bons resultados no combate á calvície masculina e feminina, e é um medicamento utilizado por milhares de pessoas no mundo todo, muitos possuem o receio de iniciar o tratamento com o medicamento, principalmente por causa dos efeitos indesejáveis que podem surgir em decorrência de seu uso.

Não é um motivo de preocupação extrema, mas reações adversas podem ocorrer, principalmente durante a fase inicial do uso da substância, ou seja, nos primeiros dois a quatro meses. Estudos comprovaram que essas reações foram relatadas apenas por 2% das pessoas (mundialmente) que fizeram uso do composto. Também pode-se afirmar que esses efeitos são raros, ou seja, nem sempre irão surgir.

Os efeitos colaterais mais comuns advindos da utilização tópica de Minoxidil são: coceira e irritação cutânea na área de aplicação da solução do composto. Caso a irritação permaneça por um período superior a dois meses, é recomendado que o uso seja suspenso e que um dermatologista seja imediatamente procurado. A solução de Minoxidil possui 5% de álcool, o que pode provocar irritação ou desconforto nos olhos, assim, caso o líquido escorra acidentalmente sobre o globo ocular, o local deve ser imediatamente lavado com água fresca e corrente.

Também são efeitos colaterais conhecidos de Minoxidil:

  • Tontura: A bula do medicamento relata a possibilidade de reações adversas, sendo a tontura uma delas;
  • Cabelo oleoso: A descrição informa que existe a possibilidade do medicamento deixar o cabelo ligeiramente oleoso e favorecer a formação de caspas. Vale lembrar que este tipo de efeito varia muito conforme o metabolismo e demais características de cada individuo. Assim, a maioria dos usuários não chega a sofrer com o aumento da oleosidade nos fios que é provocada pelo uso do produto.

Alguns pacientes relataram sofrer uma pequena queda capilar durante as primeiras semanas de uso do Minoxidil, é preciso destacar que este efeito é positivo, pois a referida queda estimulará o nascimento de novos fios, ou seja, este tipo de problema não é encarado como um efeito colateral.

Efeitos colaterais em mulheres

Mulheres não podem utilizar a solução tópica de Minoxidil 5%, simplesmente por poder causar efeitos colaterais diferentes nelas. Estudos indicam que essa versão não apresenta os melhores resultados quando comparada á solução Minoxidil 2%. Além disso, algumas mulheres podem acabar desenvolvendo pelos faciais por conta do uso do medicamento. No entanto, são casos insólitos e reversíveis.

Como evitar os efeitos colaterais de Minoxidil

Para evitar as reações adversas, como o surgimento de pelos indesejáveis nas mulheres, por exemplo, é aconselhável a adoção de alguns passos. O primeiro deles é a aplicação com foco somente no couro cabeludo. Em seguida, após espalhar o produto com os dedos mesmo, deve-se lavar bem as mãos com água e sabão. Depois de aplicar a dose noturna, antes de dormir, deve-se reservar entre duas a quatro horas para que a solução seja adequadamente absorvida pelo couro cabeludo.

Preço e onde comprar

A versão de Minoxidil mais conhecida e vendida no mundo é produzida pela empresa Kirkland, o problema da marca é a ausência de um distribuídos oficial no Brasil, o que dá margem a pirataria do produto. Grande parte das unidades do Minoxidil Kirkland vendidas no país são falsificadas e adulteradas.

No Brasil, a marca mais comercializada e que proporciona os melhores resultados do laboratório Theraskin, que é vendida sob o nome de Aloxidil e sempre estar em oferta na Drogaria Onofre. Não é necessária receita médica para aquisição de Minoxidil.

Minoxidil Manipulado

O minoxidil pode ser encontrado em farmácia de manipulação, o que acaba sendo uma alternativa mais barata e bem atraente para os usuários. Resta saber se o minoxidil manipulado é confiável e se realmente funciona.

O ideal é ter a receita para manipular o minoxidil, apesar de algumas farmácias venderem a solução já manipulada e sem receita, bastando pedir a concentração desejada. O risco é que os ingredientes não sejam iguais aos dos produtos originais e insuficientes para uma penetração adequada. Outros componentes, além do próprio minoxidil, são essenciais para a integridade da solução e para permitir a capacidade de penetração adequada.

O valor do minoxidil manipulado pode variar de acordo com a concentração: 2%, 3%, 4% ou 5%. Os preços não ultrapassam R$ 60,00. Acima disso, faz mais sentido comprar os originais e renomados Rogaine ou Kirkland, mesmo porque as possíveis desvantagens não valem o risco. Se a loção manipulada não funcionar dentro de 3 meses, você acabará perdendo seu tempo, o seu dinheiro e, por fim, pode frustrar suas expectativas com os resultados.

Primeiro é preciso escolher uma farmácia especializada e reconhecida, com selo de qualidade e equipamentos adequados como, por exemplo, balanças eletrônicas analíticas que permitam avaliar a concentração de cada componente da loção de minoxidil. A loção tem como ingredientes inativos: água destilada, propilenoglicol e álcool. E como ingrediente ativo o próprio minoxidil. O ideal é levar uma receita detalhada, com todas as concentrações dos ingredientes que deseja manipular.

O Minoxidil manipulado pode sofrer alterações que variam de acordo com a farmácia que vai manipular a loção, ou de acordo com o que é recomendado pelo dermatologista.

Como exemplo de fórmula recomendada por um dermatologista, temos:

  • Minoxidil 3%
  • Estradiol 0,08%
  • D-Pantenol 2%
  • Propilenoglicol 3%
  • Solução Hidroalcoólica anti-queda qsp 100 ML

A fórmula do minoxidil manipulado ofertado pelas farmácias de manipulação costuma ser assim:

  • Minoxidil 5%
  • Propilenoglicol 10%
  • Solução Hidroalcoólica qsp 100 ML

As marcas Rogaine e Kirkland têm outras concentrações. A concentração dos componentes dessas marcas é de:

  • Minoxidil 5%
  • Propilenoglicol 50%
  • Água destilada
  • Álcool 30%

Os ingredientes inativos como o álcool, propilenoglicol e água destilada são substâncias quimicamente inertes que ajudam na eficácia do minoxidil como ingrediente ativo.

O propilenoglicol e o álcool são veículos na loção de minoxidil. O propilenoglicol é utilizado na solução porque ele tem função humectante, ou seja, ajuda a hidratar a pele e ajuda a protegê-la contra o efeito de ressecamento do álcool. Promove também volume e estabiliza a solubilidade do minoxidil. Ele também auxilia a manter uma pequena quantidade de minoxidil na superfície da aplicação para permitir absorção continuada.

A loção manipulada já tende a ser diferente da composição original. Mas outro problema em comprar o minoxidil manipulado é a complexidade da preparação. Misturar minoxidil e outros ingredientes da fórmula original ainda não é o suficiente para obter uma solução correta. A solução precisa ser manipulada a uma determinada temperatura e a combinação de um componente químico com outro é feita na presença de um determinado gás, que garante o resultado correto.

A preparação de uma solução de forma inadequada pode produzir um produto ineficaz e instável, com resultado bem diferente do esperado. Há vários casos de usuários que apresentaram irritações no couro cabeludo e até queda de cabelo exagerada, por conta de soluções mal preparadas. Há casos em que nenhum ou pouco resultado foi alcançado com a loção manipulada. Portanto, fique atento, pois essa é uma decisão que precisa ser muito bem avaliada na hora de comprar o seu minoxidil manipulado.

Minoxidil manipulado é bom?

As loções feitas em farmácias de manipulação serve para o mesmo fim do produto. A diferença que como qualquer outro medicamento, se manipular sai mais barato, então as pessoas ficam com pé atrás. Se você comprar de uma farmácia grande e séria das grandes cidades, terá um manipulado bom e que funciona tão bem quanto o original. O efeito colateral do manipulado é o mesmo do original, porém pode apresentar um a mais ou a menos desses efeitos. Existem muitas farmácias sérias que mantém selo de qualidade que terá o mesmo efeito garantido. Basta pesquisar empresas de “nomes” e conhecidas.

Mesmo a manipulação do medicamento sendo uma das maneiras mais comuns de se adquirir Minoxidil, a maioria, como dito anteriormente, manipula o composto com uma concentração máxima de 2 ou 3% de seu príncipio ativo.

Por este motivo, mesmo que a compra quando realizada em farmácias de manipulação seja mais em conta, nem sempre será a melhor opção. O maior ponto negativo dessas versões manipuladas é não haver métodos simples para averiguar a verdadeira composição do produto, já que, uma simples mudança nas porcentagens dos componentes da substância pode modificar significativamente seus efeitos, inclusive, podem até mesmo ocasionar um efeito reverso ao desejado. O que pode culminar na queda capilar, não somente durante a fase inicial do uso.

Existem casos onde usuários alegam ter sofrido um grande ressecamento dos fios, uma oleosidade excessiva e até mesmo a potencialização dos efeitos colaterais, como a vermelhidão e coceira no couro cabeludo. É extremamente comum que algumas pessoas tenham solicitado o produto em até mesmo três farmácias de manipulação diferentes, até começarem a utilizar versões industrializadas do produto, que passam uma maior confiança em suas fórmulas.

Onde comprar e preço do Minoxidil manipulado

Depende de local para local, o valor pode variar dependendo da concentração 2%,3%, 4% ou 5%. Os preços não ultrapassam R$60,00, mais do que isso é melhor comprar o Rogaine.

Minoxidil Kirkland

Com o Minoxidil 5% da Kirkland o couro cabeludo nunca mais será o mesmo. Essa maravilha proporciona a revitalização do folículo capilar, combatendo “aquela” queda de cabelos relacionada com a calvície, indesejada por muitos.

O Minoxidil Kirkland possui o poder de conceder vida nova a raiz do cabelo, normalizando o ciclo do folículo, possibilitando maior oxigenação na área aplicada, consequentemente estimulando a vascularização do couro cabeludo, a multiplicação celular da raiz do cabelo e o prolongamento da fase anágena, isto é, a fase de crescimento dos fios capilares. Quem não gostaria de dar aquele “UP” no look, com um cabelo sem falhas, volumoso e com aquele aspecto jovem? Pois bem, a solução é simples, fácil e muito acessível, podendo ser adquirida com um simples clique. Basta verificar o link na descrição deste vídeo.

Ainda não está convicto dos mais variados benefícios que o Minoxidil da Kirkland pode oferecer? Então, farei uma pequena comparação para mudar seu pensamento. Como você pode ter observado, há vários produtos oferecidos no mercado para a solução “Milagrosa” da calvície, mas não se deixe levar por isso. Eu mesmo já comprei alguns que foram verdadeiros fiascos. Bom, em se tratando de marcas similares, comparando a Kirkland com o Rogaine, que teria o mesmo princípio ativo, ou seja o minoxidil 5%, podemos averiguar o quesito custo-benefício. O produto Rogaine é acessivelmente mais caro, chegando a um patamar de 100% acima do valor desse produto, ou seja, por que realizar a compra de Rogaine e pagar o dobro?

O produto Minoxidil Kirkland, é de uso exclusivo para homens e sua aplicação é externa, na região do couro cabeludo, mas você pensou que acabaria por ai? Não! Ainda pode ser aplicado na correção de falhas nas barbas de homens, como também, no preenchimento de sobrancelhas de homens e de mulheres. Seu ingrediente ativo é o sulfato de minoxidil, com composição formulada de álcool, propilenoglicol 50% e água destilada. Possui uma embalagem dinâmica e atrativa. Um frasco contém 60 ml, suficiente para o tratamento um mês.

Ao aplicar o Minoxidil da Kirkland, é sugerido estar com o cabelo limpo e seco. Aplicar duas vezes ao dia 1 ml com o conta-gotas na região defasada e em seus entornos. Após aplicar, dê uma espalhada com os dedos para proporcionar uma melhor absorção. Não exceda mais que 2 ml ao dia. Caso tenha esquecido de aplicar um dia, não queira compensar no dia subseqüente, pois irá desperdiçar o produto. Após a aplicação na região desejada, esperar no mínimo 4 horas para lavar o cabelo e pronto, agora é apenas pentear o cabelo e aguardar os resultados, que certamente virão.

Minoxidil realmente funciona?

O medicamento foi testado e aprovado por diversas pessoas em todo o mundo, com objetivo de tratamento para calvície, e o medicamento funcionou bem em 85% dos homens que utilizavam o medicamento duas vezes ao dia. Sua utilização freqüente faz com que os folículos capilares ganhem um volume maior e os ciclos de crescimento dos cabelos sejam mais longos.

O Minoxidil estimula o crescimento capilar em pessoas que sofram de calvície. Estudos comprovam que o medicamento atua na ampliação da base de desenvolvimento do cabelo, retardando drasticamente a queda. A substância também melhora a circulação sanguínea no couro cabeludo, o que fornece fôlego extra e duradouro para a raiz dos cabelos. Assim, o medicamento atua realmente como um potente vasodilatador de longa duração, ou seja, o composto aumenta significadamente o diâmetro das veias e artérias do couro cabeludo, proporcionando assim resultados expressivos no crescimento capilar.

Por isso, pessoas que sofrem de calvície em estágio avançado podem não obter resultados com o produto ou apenas recuperará uma pequena parte dos cabelos, considerando apenas os que forem provenientes de folículos vivos. Em folículos mortos, o Minoxidil não apresenta resultados satisfatórios. Assim,  o composto não promove o crescimento de novos fios e sim nutre os folículos capilares que estão enfraquecidos.

O Minoxidil, droga vaso-dilatadora periférica, inicialmente utilizada como anti-hipertensivo (Lonitem) atualmente é uma das principais drogas utilizadas na alopecia androgenética e no estímulo do crescimento do eflúvio telogênico. É uma droga vasodilatadora que age nos vasos do couro cabeludo aumentando a irrigação local, conseqüentemente dos folículos pilosos.

Pode ser utilizados em homens e mulheres numa concentração 5% a 10%, duas vezes ao dia. Seus efeitos colaterais são observados a nível do sistema cardiovascular, principalmente alteração de pressão arterial. A ação da droga ocorre somente durante a sua utilização.

A ação é principalmente na região parietal do couro cabeludo ou coroa, estabilizando a calvície, postergando sua evolução e estimulando cabelos que estão enfraquecidos ou finos (os velos), a se transformarem em cabelos mais grossos, em alopecias em estágio inicial.

Como se usa o minoxidil?

Aquela primeira versão do minoxidil, em comprimidos, não é considerada ideal para o tratamento da queda de cabelos porque a sua atuação é sistêmica, ou seja, impacta todo o organismo. Lembre-se que o remédio foi feito inicialmente para tratar a hipertensão: se for consumido por alguém com pressão arterial normal ou baixa, pode acabar causando problemas sérios de saúde.

Os tônicos capilares e demais versões tópicas (para aplicação direta sobre a pele, em forma de loção, creme ou gel) são mais seguros porque não permitem que o produto seja amplamente absorvido pelo organismo.

 

As formulações geralmente são produzidas em concentrações de 2% e 5%. A versão de 5% é contra-indicada para mulheres no Brasil. Acredita-se que por ser mais forte, ela possa vir a estimular o crescimento de pelos em outras áreas do corpo, como o rosto. Como não existem muitas pesquisas sobre o uso durante a gravidez e lactação, ele costuma ser desaconselhado nesses casos (o ideal é conversar com o seu médico para avaliar os riscos e benefícios).

 

O produto deve ser aplicado duas vezes ao dia sobre as áreas afetadas, com o couro cabeludo seco. Existe uma variedade de aplicadores (em spray, conta-gotas e massageadores), mas sempre que você utilizar os dedos para aplicar ou massagear o produto, deve lavar bem as mãos logo em seguida. Para obter os melhores resultados, é recomendado deixar o produto em contato com o couro cabeludo por pelo menos 4 horas antes de molhar a cabeça.

 

O produto deverá ser aplicado duas vezes ao dia, preferencialmente ao acordar e antes de dormir.

 

A dosagem correta é de cerca de 1 ml para cada aplicação, sempre dependendo da extensão das regiões que serão tratadas. Como dito anteriormente, o couro cabelo deverá estar seco para a aplicação, que precisa ser feita diretamente no mesmo por agir exatamente nessa região e não nos cabelos. Feita a aplicação, o couro cabelo deverá ser levemente massageado com movimentos lineares e não circulares para que não haja ativação da produção de sebo.

 

Tenha cuidado para o produto não escorrer pela testa, pois o produto estimula o crescimento capilar em qualquer região que tiver contato. Por esse motivo, as mulheres devem ter um maior cuidado na aplicação, pois algumas costumam espalhar o medicamento pelas sombrancelhas.

 

Os efeitos podem levar de 2 meses a 1 ano para se manifestarem, portanto é necessário manter o uso prolongado para observar resultados satisfatórios. Os efeitos mais expressivos são observados em pessoas com menos de 40 anos, principalmente quando o quadro de queda de cabelos é recente (instalado há 5 anos ou menos) e a área tratada é pequena.

 

O minoxidil não deve ser aplicado sobre áreas irritadas, feridas ou sensíveis do couro cabeludo (não utilize se estiver com queimaduras de sol ou se tiver realizado algum procedimento químico recentemente, como descolorir os cabelos, pois pode causar reações desagradáveis como ardência e prurido). É recomendado evitar a exposição da área em tratamento ao sol, pois a pele pode ficar mais sensível. Algumas formulações contêm álcool ou propilenoglicol como veículo, substâncias que podem causar ressecamento do couro cabeludo e dermatites de contato: nesses casos, as fórmulas com lipossomas podem ser boas substitutas e promover a absorção do produto reduzindo a possibilidade de irritações.

 

Vale frisar que qualquer medicação, de uso sistêmico ou tópico, deve ser sempre prescrita e acompanhada por um médico, que vai analisar o seu quadro específico, avaliar possíveis fatores de risco (como contra-indicações e possíveis interações medicamentosas) e garantir a eficácia e segurança do seu tratamento. Se durante o uso do minoxidil você apresentar qualquer sinal de alergia, dor, inchaço, taquicardia, tonturas, ganho de peso súbito ou qualquer outro sintoma inesperado, interrompa imediatamente o uso e informe o seu médico.

 

Minoxidil pode ser usado para crescer barba?

A barba é um símbolo de masculinidade e é uma das grandes características que distinguem homens de mulheres. Ademais, ao longo da história da humanidade a presença da barba sempre esteve associada com a maturidade, poder, sabedoria, confiança, masculinidade, liderança e virilidade. Para a perspectiva feminina é considerada um atrativo e um diferencial. Em termos biológicos-subconsciente, comunica a capacidade de gerar descendentes saudáveis.

Ao mesmo tempo que tem homens cuja barba cresce rápido e fica bastante cheia, existem homens que possuem barbas que crescem de forma irregular, desigual ou desconectada, como acontece com os pelos do queixo que não se unem com os pelos da bochecha. Se você faz parte desse grupo de homens que possuem barbas irregulares, a loção tópica de Minoxidil 5% pode ser útil para estimular o crescimento da sua barba.

 

Minoxidil para a barba
O Minoxidil na barba poderá funcionar muito bem em você. O princípio ativo na concentração de 5% ativará dos folículos pilosos do rosto como bochechas, queixo e bigode.

 

Da mesma forma que a calvície de padrão masculino (AAG- Alopecia Androgênica) atinge os homens em razão da carga genética, a quantidade e densidade dos fios de sua barba dependerá da quantidade e densidade da barba de seus antecessores.

 

Se seu pai for calvo ou se sua mãe tiver pais com o gene da calvície, você terá grandes chances de ter herdados os genes da calvície dele ou dela. Entretanto, existem ações como manter um estilo de vida mais saudável e consumir produtos vitamínicos, assim como utilizar a loção tópica de Minoxidil 5%, para alterar o crescimento e a densidade da barba.

Apesar da bula não recomendar o uso em outras partes do corpo, muitas pessoas que aplicaram o minoxidil na barba perceberam uma melhora no surgimento de novos fios na região e outras relataram o fechamento de falhas de pelos no rosto.

 

O aparecimento de pelos no corpo é um efeito colateral do Minoxdil quando aplicado no couro cabeludo. O rosto, por sua vez, tem uma maior quantidade de vasos sanguíneos que o couro cabeludo.

 

Ao aplicar a loção de Minoxidil 5% na barba, esta entrará mais rapidamente na corrente sanguínea ativando, assim, os folículos pilosos do rosto diretamente ao invés de indiretamente quando aplicada no couro cabeludo.

 

Com isso, a quantidade dos fios do rosto aumentará e, com o passar do tempo, se tornarão mais grossos. Existe a possibilidade de surgimento de pelos na região das maçãs do rosto e na região peitoral como efeito da aplicação da loção.

Há que se atentar para o surgimento de efeitos colaterais que podem aparecer quando você aplicar o minoxidil na barba, ou seja, pele seca, queda de pressão sanguínea, inchaço na região de aplicação, arritmia cardíaca, palpitações, vertigem, etc. Outra coisa importante é o fato de a loção conter álcool em sua composição. O álcool contribuirá para o ressecamento da pele do rosto. Para combater o ressecamento, sugere-se a aplicação de creme hidratante após o tempo de absorção do Minoxidil, que é de mais ou menos 2 horas.

Não há consenso sobre como tratar a pele do rosto. Há pessoas que afirmam que fazer a barba com barbeadores de 3 lâminas aliado à aplicação de Minoxidil 5% ajudaria a estimularia os folículos pilosos. No entanto, é gerado um estresse na pele que é recém barbeada em razão de a lamina de barbear raspar sobre a pele.

 

O ato de se barbear a aplicar o minoxidil pode contribuir para algum tipo de irritação. Por isso o recomendado seria que a pessoa: ou não fizesse a barba durante o tempo de aplicação do minoxidil na barba (que pode ser de até 3 meses e dependerá do ciclo de crescimento dos pelos), ou aparasse a barba com uma máquina de barbear pois assim o stress aplicado na região do rosto seria menos intenso.

Entretanto, se você precisa se barbear em razão do trabalho, por exemplo, deixe para fazê-lo após 4 horas depois de ter aplicado a loção de Minoxidil 5%. Você pode sim barbear-se normalmente enquanto faz as aplicações do minoxidil na barba, desde que, claro, não se barbeia logo após a aplicação da solução e desde que não aplique o minoxidil logo após se barbear.

 

Adicionalmente, é recomendado que se faça a aplicação em dias alternados dando, assim, tempo para que a pele se recupere e não ocorra possíveis reações de efeitos colaterais como irritação, vermelhidão, ressecamento, etc.

Crescimento de Velus
A aplicação do Minoxidil 5% na barba estimulará o surgimento de pelos do tipo Velus – são pelos finos, curtos e de pouca pigmentação. Eles surgem na face das mulheres e na calvície masculina. Algumas pessoas dizem que esses Velus crescem após a aplicação da loção de Minoxidil e tendem a engrossar com o tempo até irem se transformando em pelos mais grossos e escuros.

A aplicação do Minoxidil na barba deve ser para a vida toda?
Existem relatos de pessoas que suspenderam a aplicação de Minoxidil na barba depois de obterem os resultados desejados e, posteriormente, não foi constatada a queda dos novos fios adquiridos. Existe uma lógica nisso, pois a calvície de padrão masculino se deve à hipersensibilidade dos fios do couro cabeludo ao hormônio da testosterona. Como os fios de cabelo do rosto não passam por esse processo de hipersensibilidade, uma vez que estes tenham sido estimulados pelo Minoxidil dificilmente eles cairão.
Como aplicar o Minoxidil 5% na barba?
Sugere-se lavar o rosto com água quente antes da aplicação pois assim os poros do rosto estarão mais abertos e a loção adentrará mais facilmente. Espalhe 1 mL da loção com a ponta dos dedos e massageie a superfície do rosto que deseja obter crescimento de pelos.

 

 

Deixe a loção de Minoxidil 5% agir durante 4 horas. Passado o período de absorção de 4 horas, pode-se lavar o rosto. É recomendado que não se exponha ao Sol logo após a aplicação do minoxidil na barba para evitar irritações e sugere-se também a aplicação de cremes hidrantes pois a loção tende a ressecar a pele. É recomendado a aplicação diária do Minoxidil 5% na região de crescimento, sendo uma de manhã e outra à noite. É necessário também que haja um intervalo de 12 horas entre uma aplicação e outra.
Sobre a barba nos homens jovens
Se você é um jovem adulto que tem entre 18 e 25 anos de idade, pode ser seja necessário dar tempo ao tempo. Os médicos dizem que o crescimento de um homem cessará quando atingir a idade entre 18 e 21 anos de idade. No entanto, é possível observar que há pessoas que continuam a crescer e a desenvolver mesmo após a idade de 21 anos de idade, ou seja, cada ser humano tem um ritmo biológico diferente. E a barba, neste caso, pode levar um pouco mais de tempo para crescer fechar o rosto plenamente.

 

Passo a passo para aplicação de Minoxidil 5% na barba:

  1. Antes de iniciar o tratamento com o Minoxidil para barba deve consultar o seu médico ou dermatologista, e saber a sua opinião. Prepara-se pois é um tratamento que poderá demorar vários meses até apresentar os primeiros resultados.
  2. Para usar Minoxidil a sua barba deve estar limpa e completamente seca.
  3. A loção deve ser aplicado com as pontas do dedo, pequeno pincel ou cotonete na zona onde tem a barba falhada, onde quer que cresça mais rapidamente ou em toda a barba se quiser que ela fique mais grossa.
  4. A dose recomendada é de 1 ml da loção a cada 12 horas, portanto a dose máxima diária é de 2 ml. Não aplique uma dose acima do recomendado, pois pode provocar diversos efeitos colaterais, como comichão ou até mesmo dor no tórax.
  5. Recomendamos que logo após aplicar a loção, não se exponha ao sol pois pode provocar irritação e vermelhidão na pele. Também recomendamos que não lave o rosto durante pelo menos 4 horas após aplicar o Minoxidil.
  6. Depois do uso do Minoxidil recomenda-se que lave bem as mãos, para evitar o crescimento de pelos em outras zonas do corpo.
  7. Deve conservar o Minoxidil num lugar seco e onde não esteja em contato direto com a luz solar. Este medicamento não deve ser conservado a uma temperatura superior a 30ºC.

Minoxidil para barba funciona mesmo?

Sim, o Minoxidil para barba funciona na maioria dos casos, mas não é uma formulá magica. Lembre-se que é tratamento que pode demorar vários meses, por isso não desista logo nas primeiras semanas se não vir resultados.

Efeitos colaterais de Minoxidil para barba

Apesar de ser dos inúmeros benefícios do Minoxidil para barba, esta loção pode provocar alguns efeitos colaterais, como:

  • Comichão,
  • Pele seca,
  • Crescimento de pelos em outras partes do corpo,
  • Dores de cabeça,
  • Perda de pelos da barba nas duas primeira semanas,
  • Palpitações,
  • Dor no tórax,
  • Fraqueza,
  • Vertigens;
  • Suor nas mão e nós pés.

Estes efeitos colaterais têm mais tendência a acontecer quando usa dose em excesso ou caso tenha um elevado grau de sensibilidade, por isso esta loção não é indicada para pessoas com hipersensibilidade. Se você tiver outro sintoma que pense ser devido ao uso do Minoxidil, deve parar de o usar e contatar o seu médico.

Minoxidil para mulheres

 

Muitos perguntam se o Minoxidil pode ser aplicado tanto para homens como para mulheres, e a resposta é SIM, porém, devemos tomar algumas precauções. Nos casos de alopecia androgenética feminina, isto é, calvície feminina, geralmente é aconselhável o uso de loções com Minoxidil 2%, ao invés do Minoxidil a 5%, que possui uma concentração mais forte e é mais indicada para os homens. No entanto, em casos específicos, e com o acompanhamento de um dermatologista, o Minoxidil a 5% também pode ser aplicado em mulheres.
Conforme estudos científicos, existem fatores que contribuem para a queda excessiva de cabelos em mulheres, são eles: alto nível de estresse, má alimentação, poucas horas de sono, sedentarismo que ocasiona má circulação sanguínea e baixa oxigenação de vasos capilares. O minoxidil para mulheres aumenta o fluxo sanguíneo para o couro cabeludo, assim, a quantidade de oxigênio e de nutrientes que circula na raiz dos cabelos torna-se maior. Desse modo, os cabelos ficarão mais fortes e a quantidade de cabelos que cai por dia diminui sensivelmente.
A queda de cabelo em mulheres pode ocorrer também por outros fatores como, por exemplo,  por tendência genética, pelo emprego excessivo de químicas no cabelo, ingestão de medicamentos fortes para tratamento de doenças como a quimioterapia ou a depressão extrema. A queda também pode vir por causa da utilização excessiva de aparelhos como a chapinha e secadores, pode ser causada por excesso de tração mecânica que tranças ou apliques proporcionam. Além disso, existe o fator idade, ou seja, quanto mais velha uma mulher ficar, mais seus hormônios se alteram e isso pode ocasionar queda de cabelos.
A queda de cabelos em mulheres segue um padrão diferente da dos homens: nelas a perda de fios é difusa, ou seja, não é concentrada em uma área específica como coroa ou entradas. O minoxidil para mulheres pode se tornar o ponto chave para a solução desse problema. Além da utilização de Minoxidil para tratamento de queda excessiva de fios de cabelos em mulheres, também  pode ser utilizado nas sobrancelhas, corrigindo aquelas falhas indesejadas e o desalinhamento. A sobrancelha ficará com um aspecto jovial, com pelos mais grossos e preenchida por completo.
Alguns cuidados com a utilização de minoxidil para mulheres devem ser tomados. É expressamente contra indicado o uso do minoxidil em mulheres gestantes ou em período de amamentação. Para mulheres que já estão passando pelo estágio da menopausa, é indicado o uso de Minoxidil 2% sob a supervisão de um dermatologista, pois após esse período, o nível do hormônio estrogênio sofre uma baixa considerável. Nesse período a queda e afinamento de fios de cabelos torna-se mais frequente. É aconselhável redobrar os cuidados com a hidratação dos fios de cabelos, pois com a aplicação de minoxidil, os fios podem ressecar. Deve-se tomar cuidado, ainda, com a maneira com que o produto é aplicado. É recomendado aplicá-lo com conta gotas ou auxílio de um cotonete, evitando que o produto escorra para regiões como a testa e os olhos.

 

Minoxidil na sombrancelha

 

Saiba como aplicar o minoxidil na sobrancelha de forma adequada e sem risco para os olhos. Você precisará de 1 frasco de minoxidil e um cotonete basicamente.

Primeiro, abra o frasco de minoxidil e encha o dosador até a marca de 0,5 mL. Depois disso, pegue o cotonete e umedeça-o bastante com o próprio dosador. Depois de umedecido, você aplica a parte úmida sobre suas sobrancelhas, na região que deseja obter crescimento.
É isso. É uma aplicação bem simples e direta. Recomendo que use o cotonete umedecido ao invés de usar este dosador, pois assim o risco de acontecer algum acidente com os olhos diminui consideravelmente. Imagine que você está usando o dosador e, no meio da aplicação, alguma coisa te assusta: uma buzina de um carro, um jarro de vidro quebrando, um barulho qualquer inesperado e você,  por acidente, termine projetando o líquido nos olhos. Isso não seria nada agradável.

O fabricante diz que a solução tópica de minoxidil 5% contém álcool que pode causar irritação ou desconforto nos olhos. Se esta solução tópica acidentalmente cair nos olhos, lave-os com água fresca e corrente.
Como a área de aplicação das sobrancelhas é bem pequena, 1 frasco de minoxidil que contém 60 mL certamente cobrirá vários meses de aplicação.
Lembrando que é altamente recomendado que não se exponha ao Sol logo após a aplicação do Minoxidil, seja na barba, no couro cabeludo ou nas sobrancelhas. Os raios solares podem ativar efeitos colaterais como irritação, vermelhidão ou coceira.

Portanto, siga a rotina: Aplique a loção de minoxidil na sobrancelha, exatamente onde deseja obter crescimento. Espere 4 horas até que a loção seja plenamente absorvida. E, por último, SEMPRE lave a região de aplicação com água e sabonete quando for se expor ao Sol, MESMO que o tempo de absorção tenha passado ou não. Idealmente, sempre aplique protetor solar para proteger a pele dos efeitos do Sol, pois mesmo que você não esteja usando o minoxidil, o Sol é capaz de gerar manchas na pele do rosto em razão da exposição excessiva.

 

Cuidados com o uso de Minoxidil

Ao iniciar o tratamento, é preciso tomar alguns cuidados. O minoxidil não pode ser aplicado sobre áreas feridas ou que foram submetidas a algum procedimento químico recentemente.  Além disso, cuidado para não aplicar o medicamento em outras partes do corpo, isso pode fazer com que novos pelos nasçam no local.

Após a aplicação a atenção deve ser dobrada, já que o ideal é não expor o couro cabeludo ao sol. É necessário também ficar de olho em possíveis reações: algumas fórmulas contêm álcool e outras substâncias que podem causar ressecamento dermatites de contato. Em alguns casos também podem ser observadas mudanças na cor ou textura do cabelo.

Por isso, é importante que o tratamento seja realizado com acompanhamento médico. Somente assim é possível reduzir a possibilidade de irritações e garantir maior eficácia nas aplicações.

Contraindicações

O medicamento na versão 3% pode ser utilizado por homens e mulheres. Segundo estudos recentes, a fórmula com concentração de 5% é muito mais forte e pode estimular o crescimento de pelos em outras áreas do corpo feminino.

Também não é indicado que grávidas e lactantes façam esse tipo de tratamento. Apesar de ainda não existirem pesquisas que comprovem problemas causados pelo produto durante a gravidez, o ideal é que ele seja evitado, já que se trata de um produto forte.

Para especialistas, no período as mulheres devem tomar cuidado extra e por isso para o medicamento aplica-se o mesmo princípio das químicas capilares, que não são permitidas – nem mesmo tintura.

Como Minoxidil age?

Ainda não se sabe ao certo de que maneira a substância age no couro cabeludo e porque é tão eficiente no controle da queda de cabelo. A teoria mais aceita na comunidade científica é de que por ser vasodilatador, o minoxidil gera estímulos na circulação sanguínea, permitindo maior oxigenação e envio de nutrientes para os folículos capilares. Outros especialistas acreditam, no entanto, que o produto é capaz de abrir os canais de potássio nas membranas celulares, que interferindo no ciclo de vida dos cabelos.

Resultados

 

A alopecia androgenética, popularmente conhecida como calvície masculina, é a causadora da perda dos cabelos dos homens. Esse fator se dá devido a influências genéticas. O que ocorre é que o hormônio testosterona e suas derivações se unem a receptores próprios localizados nos pelos, causando a miniaturização dos fios capilares. O principal agente responsável pela alopecia androgenética é o hormônio di-hidrotestosterona ou DHT que é derivado da Testosterona e é cinco vezes mais potente que a testosterona.

 

O que ocorre é que, em razão da herança genética, alguns fios de cabelo são mais sensíveis ao DHT do que outros e é por isso que a calvície masculina tem um padrão de surgimento. Primeiro surgem as entradas na altura da testa, depois ocorre a rarefação na região coroa da cabeça e, em estágio mais avançado, a  área da coroa se une com a área das entradas. Não há uma idade específica ou pré-definida para que ocorra o surgimento da calvície. Pode ocorrer aos 18, 25, 35 ou 50 anos. Mas sabemos que a melhor coisa que você faz é começar a tratar antecipadamente sua queda de cabelos, pois quanto antes você começar a tratar, mais cabelos você preservará para o futuro  e conservará sua autoestima.

 

O Minoxidil também pode trazer bons resultados na correção de falhas em barbas de homens. A barba nos faz sentir, de certa forma, mais adultos e másculos. Mas, alguns homens sofrem de barba falhada e pouco densa e isso pode se tornar uma frustração. Essas falhas ocorrem, na maioria das vezes, devido questões genéticas. Predomina nessas falhas pelos denominados de velus, com características de espessura fina, curta e pigmentação fraca. A aplicação de Minoxidil faz com que esses velus possam se tornar em pelos terminais, os quais apresentam uma pigmentação forte, com maior diâmetro e comprimento, acarretando em resultados satisfatórios, com uma estética mais harmônica e bela.

No campo que se refere às mulheres, o hábito de limpar as sobrancelhas, mais comumente dita como “fazer a sobrancelha”, surge ainda na adolescência. Após um período considerável das idas e vindas de salões de beleza, os pelinhos retirados acabam por sua vez desaparecendo. Algumas mulheres recorrem para a linha das maquiagens, tentando maquiar aquelas falhas, porém, a solução pode ser bem mais simples. O emprego de Minoxidil nessas áreas afetadas possibilita o crescimento e engrossamento dos pelos, criando sobrancelhas torneadas, alinhadas e visualmente estimadas pelas das mulheres.

 

 

Vale a pena utilizar o minoxidil?

A menos que você tenha sensibilidade ao produto, ou um quadro de alopecia extremamente severo e avançado (como nos casos de alopecia cicatricial, total ou universal), o minoxidil parece ser uma boa opção para integrar o seu arsenal contra a queda de cabelo.

 

Uma das principais vantagens é que ele pode ser útil em vários quadros diferentes de queda de cabelos – no tratamento da alopecia androgenética clássica, na recuperação de áreas atacadas em episódios de alopecia areataeflúvio telógeno e tricotilomania, ou para estimular o crescimento dos fios após um transplante capilar, por exemplo.  Além disso, a aplicação tópica reduz enormemente as chances de qualquer efeito colateral, e torna o uso do produto fácil e rápido de aprender.

O custo dos produtos tem deixado de ser um problema porque o minoxidil vem se tornando cada vez mais popular, com opções disponíveis no mercado variando desde a casa dos R$ 20 até acima dos R$ 200 (dependendo da quantidade de produto, duração do tratamento, apresentação da fórmula, método de aplicação, etc). Ou seja, tem pra todos os gostos – e bolsos. Os resultados não são rápidos nem milagrosos, e o ideal é que o minoxidil não seja o seu único tratamento contra a queda de cabelos – um produto sozinho não costuma ser tão eficaz quanto um kit que ataque o problema por várias “frentes” diferentes. Mas com paciência e disciplina, ele pode ser sim uma adição valiosa ao seu arsenal anti-queda.

Qual o tempo necessário para se ver resultados com Minoxidil?

Para ter bons resultados usando o Minoxidil o tempo minimo de tratamento é de 20 semanas (5 a 6 meses) de uso continuo todos os dias, em alguns casos usando 2x ao dia. Os últimos estudos mostram que o Minoxidil 5% e mais eficaz tanto para os homens quanto para mulheres.

Porque nas primeiras semanas de uso a queda de cabelo aumenta?

Pensem comigo, você tem fios na faze (QUEDA, crescimento e estáveis) se o Minoxidil vai mudar essas fazes e acelerar a faze de crescimento os fios que estão na faze QUEDA também vão acelerar para voltar a nascer mais rápido.

Lembrando que esse sintoma não é comum em TODOS os pacientes apenas em alguns pacientes podem ter uma queda capilar temporária nas primeiras semanas do tratamento. Isto ocorre por que a droga induz um eflúvio telógeno ( queda dos fios ) para depois estimular o crescimento.

Ou seja, se você tem fios para cair durante 1 mês eles vão cair em 2 semanas. Por isso o aumento da queda vai ocorrer apenas nas primeiras semanas.

Minoxidil faz crescer pêlos no rosto e no corpo?

Em apenas 7% das pessoas pode ocorrer um aumento nos pelos. Porem esse aumento ocorre apenas em pessoas com tendencia a ter mais pelos. Existem mulheres que tem pelos mais visíveis na nuca, barriga, perna, etc. Além de visíveis em quantidades maiores, essas podem sofrer com o efeito indesejado.

veja ao vídeo da doutora falando sobre o remédio:

Leia também:

Dê o seu voto para esse Artigo! O que achou?

Clique No Botão Para Ler Algo Que Te Ajude A Reconquistar O Homem Que Você Perdeu (Seu Ex)